Dicas de uma "home officer"


Faço home office desde 2015 e, entre tentativas e erros, eu fui aprendendo algumas coisas que funcionam para mim e que podem funcionar para pessoas que nunca fizeram, ou que estão querendo aprimorar o seu modo de trabalhar em casa.
Quero deixar claro que essas dicas foram colocadas em práticas na minha vida e para o meu contexto fez total sentido, então o que eu digo é: teste. Se permita descobrir os seus limites, o que te atrapalha, o que te ajuda e como você pode conviver com esse ser que, na correria do trabalho e no dia a dia intenso de trânsito, escritório e bagunça, esquecemos de lidar que é: a gente mesmo!
As dicas estão numeradas, mas elas não são colocadas em ordem de importância, ok? 
Então bora lá:

1 - Coloque-se limites
Acredita em mim, um dos efeitos mais comuns do home office é a falta de limites. Você começa a entrar numa espiral de trabalho intensa, que até esquecer de se alimentar você esquece! 
Assim como acontece quando trabalhamos em um escritório, empresa, ou algo assim, tenha um horário para almoçar, para tomar um café, para conversar com alguém (por videochamada, ou alguém que está na quarentena com você) e para trabalhar. Não adianta você só querer mostrar serviço e se esquecer que é importante cuidar de você. 
Minha dica maior é separar o seu dia em bloquinhos de atividades que precisam ser feitas. 
Como eu faço:
Ex. digamos que hoje eu precise entregar um conteúdo para um cliente. Eu pego esse material e divido em partes para ir alcançando ao longo do dia, ressaltando quanto tempo eu vou dedicar para aquela atividade. Então: tarefa 1 - redação (1h) // tarefa 2 - layout (1h30min) // tarefa 3 - revisão (30 min) e eu anoto as pendências e as vitórias alcançadas naquelas tarefas. - Não é porque a tarefa é pequena, que não deve ser comemorada, especialmente se ela é parte de algo maior.

2 - Cuide-se
Leia um livro bacana, assista conteúdos de engrandecimento pessoal e profissional, informe-se sobre algo além do Corona Vírus. A situação é significativa e precisamos ter cuidado e seguir as orientações, mas isso não quer dizer que devemos entrar em crise, então trate da sua saúde mental. Sobre a física, já existem cursos de exercícios para serem feitos em casa, teste-os (eu super recomendo os da Namu
Como eu faço: separo de 15 a 20 minutos diários para meditação (eu uso o app lojong) e 40 min para atividades físicas. Atualmente estou fazendo o curso Ballet Blend e o Treino de Musculação ambos da Namu (eles estão com várias promoções, confira lá). Deixo um copo de água sempre em cima da escrivaninha e a vista, para lembrar de me hidratar e tomar água.

3 - O ambiente
Acredite, o ambiente faz toda a diferença para um bom home office. E eu não estou falando apenas do ambiente ao seu redor, como a mesa que você está utilizando para o seu computador, ou a cadeira que você está sentando. Estou falando também da roupa que você está vestindo e a forma como você está encarando o home office
Não estou dizendo que você precisa se vestir como se fosse trabalhar (até porque ainda estamos no verão), mas sim de pentear os cabelos, escovar os dentes e colocar uma roupa confortável e bacana para acionar aquele lado do nosso cérebro que se prepara para "sair" para trabalhar. Faça uma rotina de manhã semelhante a que você já faz no dia a dia, que o seu corpo entra em automático estado de "hora de trabalhar" e você diminui as chances de se sabotar ou de misturar o seu trabalho, com o seu "estar em casa".
Como eu faço: depois de tomar café da manhã, eu penteio os cabelos, tomo uma ducha e coloco uma roupa confortável (recomendo esse vídeo sobre roupas para trabalhar em casa) e vou para o meu ambiente de trabalho (tem esse vídeo aqui sobre ambientes). Sento-me virada de frente para a janela, pois consigo ver algo além de uma parede branca, além da iluminação ser ideal para economizar na conta de energia e programo alarmes para me avisarem quando o tempo que eu tinha programado para um determinada tarefa tiver se esgotado. 

4 - Escrever, organizar e refletir para planejar
Eu sempre separo alguns minutos do final do meu dia para essas três atividades:
-Escrever: coloco no papel as minhas vitórias diárias, meus sentimentos, minhas dúvidas e as questões que eu acho que preciso levar para terapia. Esse processo se tornou um dos protagonistas do meu dia, pois percebo o quanto eu fui produtiva e o quanto aqueles processos mexeram (ou não) comigo.
-Organizar: ao fim do dia de trabalho eu organizo toda a minha mesa. Guardo cadernos, livros e canetas nos seus lugares, passo um paninho na escrivaninha e tiro da tomada os eletrônicos que não precisam ficar conectados, como o computador, impressora e ventilador. 
-Refletir para planejar: coloco em perspectiva o que alcancei no dia, quais foram os pontos fortes e os que precisam ser melhorados; e já planejo as atividades que farei no dia seguinte, anotando com um sublinhado aquelas que são mais urgentes. 
Sobre isso, recomendo de olhos fechados esse post do site Pick up Limes.

E você?
Como lida com o home office? Tem alguma técnica, hábito ou dica para compartilhar?
No instagram do @mesadecafedamanha eu fiz um vídeo falando sobre isso. Confere lá!

Nenhum comentário