5 lições que aprendi sobre estilo...

com a ajuda do Armário Cápsula:

Sei que ainda não está na época de dar um feedback sobre o #DesafiodaCapsula desse trimestre, mas essa semana que passou, me peguei pensando sobre a questão do Estilo. Esse conceito abrangente, facilmente confundido com moda, é muito complexo para qualquer fase da vida e nos últimos tempos tem sido particularmente complexo para mim, já que estou num momento bastante crucial do que busco na vida profissional e pessoalmente.

Penso que todo mundo na casa dos 20 anos passa por esse momento, em que precisa se colocar e ser levado a sério no mercado de trabalho, ao mesmo tempo em que precisa estar adequado com o que acredita e como se enxerga no mundo e, querendo ou não, a mensagem que você passa no exterior, através de suas roupas, corte de cabelo e atitude, dizem muito ao seu respeito, mesmo que a mensagem esteja com ruídos.
Não é preciso dizer que vivemos em uma sociedade de aparências e que o que você exterioriza passa uma ideia, o que precisamos fazer, ao pensar melhor sobre estilo, é ter o controle da mensagem que transmitimos, de modo que possamos ser os donos do que as pessoas venham a pensar. Está certo que afirmar algo desse jeito pode (e deve) assustar as pessoas, especialmente quando sou abertamente adepta de sermos quem devemos ser, mas, pasmem, uma coisa não anula a outra. Passar a mensagem que se quer passar, não quer dizer abrir mão do que você gosta de vestir, por mais que possa parecer num primeiro momento. 
Mas o foco desse post aqui, não é o de vomitar regras sobre estilos e sim comentar 5 lições que eu aprendi sobre o meu estilo pessoal, ao longo desses quase 6 meses de Armário Cápsula, bem como tentar ajudar outras pessoas que estão à procura de um estilo pessoal que funcione para elas, independente das suas áreas de atuação, dia a dia e objetivos. 
Então bora lá:

05 - Qual é a sua mensagem?
Pessoalmente, isso para mim é muito complexo e complicado de responder, de modo que ainda estou beeeeeeeeeeem longe de responder (se é que um dia isso será possível de responder-se categoricamente). Uma das coisas que me ajudou bastante, no entanto, foi de pensar em palavras soltas que eu gostaria que passassem no pensamento de alguém que me conhecesse pela primeira vez, seja essa pessoa uma possível empregadora, uma possível amizade, ou um ser aleatório que cruzou o meu caminho por acaso. 
Palavras como feminina, delicada, corajosa, profissional e interessante surgiram na minha mente e eu as anotei, pensando em referências que me passam esse tipo de mensagem. Atrizes, cantoras, escritoras, fashionistas e por aí vai. De vez em quando lembrava de alguém que empoderava essas palavras, daí procurava por imagens de referências de suas roupas e estilos de cabelos, percebendo que existem algumas linhas de encontro que me agradam, sejam por cores, cortes e até peças específicas, o que as tornaram inspirações. 
Aqui vão dez das minhas inspirações que eu levo para vida (até criei uma pasta de imagens de cada uma delas, com diversas peças interessantes que elas usaram para futuras consultas...).
Audrey Hepburn, Zooey Deschanel, Grace Kelly, Ginnifer Goodwin & Felicity Jones

Emilia Clarke, Mindy Kaling, Kate Middleton, Zoe Kazan & Lily James

04 - Atemporalidade
Cheguei a conclusão de algo que eu já suspeitava há algum tempo, de que moda não é exatamente proporcional a estilo (a não ser que seja esse o caso e a pessoa ter como estilo pessoal estar na moda), isso começou, porque eu observei que dificilmente me interesso pelo que está "In", sempre optando por uma pegada mais clássica de peças. Desde uma sapatilha preta pau pra toda a obra, uma jaqueta trench coat e uma blusa branca de botão, todas essas peças me parecem bem mais eternas e interessantes, do que mudar de "estilo" a cada nova temporada. 
Logo, aprendi que estilo é algo que fale sobre você, mostrando um cartão de visitas consistente sobre o papel que você desempenha (ou quer desempenhar). 
"A moda desvanece, só o estilo permanece o mesmo"


03 - Integração
Até eu começar a experiência do Armário Cápsula, achava que cada peça tinha um "par", como se fossem integradas e inseparáveis, depois do A.C, fui vendo que, na verdade, um guarda-roupas integrado é mais interessante, porque você tem mais opções para combinar, remodelar, rearrumar e se divertir com isso. A integração das peças tem a ver com estilo, porque, a não ser que você tenha uma visão muito clara do seu estilo, suas peças continuarão sendo compradas aleatoriamente, seja por preço, seja por ter visto algo nela interessante. Mas nem sempre peças interessantes seguram um estilo sozinhas, a maioria das vezes você precisa encontrar a integração delas com o todo, de modo que alcancem juntos a mensagem que você busca transmitir.

02 - Ajustes, Retoques e personalização.
Comprar uma roupa que te sirva corretamente é uma das melhores vitórias que o seu estilo pode ter, isso porque você estará vestindo a roupa e não o contrário; da mesma maneira que a sensação de que a peça foi feita para você é simplesmente recompensadora! Mas não desanima, caso você tenha dificuldade de encontrar algo que realmente te cai bem, a maioria das peças são passíveis de ajustes, assim como peças que perderam a graça e se tornaram obsoletas para a sua finalidade, podem ser revisitadas através de personalizações e retoques de estilo. Um ponto importante sobre encontrar o seu estilo pessoal é, exatamente, a sensação de que, escolhidas bem, as peças podem se tornar o que você precisa que elas se tornem.


01 - Seu e só seu!
Apesar das referências, aparências, mensagens e etc, o estilo de cada pessoas é dela e apenas dela! Isso mesmo! Não tente fazer uma pessoas que ama boho, vestir uma blusinha com rendinha candy color, que a pessoa vai se sentir totalmente desconfortável. Logo, se você não se sente bem usando algo, é porque, provavelmente, aquilo não tem a ver com você de verdade! 
Muitas vezes caímos na ideia de que jeans e camiseta resolvem tudo, ou que peças que "todo mundo está usando" são para serem usadas...bom, isso não é exatamente correto. Nem todo mundo gosta de slipdress sobre camiseta, ou patchers, ou aquelas sandálias que parecem as antigas riders...cada pessoa tem que conhecer o que lhe traz gosto em usar, porque o estilo é uma parte de você, na medida que você entende o que ele pode fazer por você. ;)

Podem ajudar:

Share:

0 Falas

Mesa de Café da Manhã. Tecnologia do Blogger.