Depois do Piloto 6

Esse mês eu quase não consegui fazer muita coisa, porque o tempo está passando para a minha dissertação e logo, logo, eu terei que qualificar e defendê-la. Bom, de novidade em relação a isso é que no próximo semestre um artigo meu integrará um dossiê temático sobre Cultura Fã na revistas Vozes & Diálogos da Univali. Aviso para vocês quando o artigo for publicado ;)

Agora vamos para aquela seção mensal daqui do Mesa, a qual falamos sobre as aventuras serísticas desse período. Como eu comentei com vocês no Depois do Piloto 5, eu voltei para o Netflix e tenho visto algumas séries de lá. Vamos às selecionadas desse mês?

Jessica Jones

TODO MUNDO já deve ter visto essa série. Eu tava um pouco relutante, porque não conhecia a personagem e pelo que tinha visto na sinopse, não tinha sido arrebatada a ponto de dizer: "PRECISO!", porque tava com medo que fosse mais um série de investigação criminal. Mas daí eu comecei a conversar com a Bruna e ela me explicou melhor, tanto sobre o enredo, quanto sobre a personagem nos quadrinhos, aí me interessei.
Devo dizer que, pelo piloto, fiquei com várias dúvidas e questões, as quais me fizeram querer continuar vendo. Achei a série com um ritmo meio monótono, o que me indica que eu não conseguiria fazer uma maratona com ela, mas com certeza achei os enlaces da trama interessantes o suficiente para seguir em frente. 
Eu, sobre ver o piloto de qualquer série.


Freaks & Geeks
Olha esse elenco!! S2
Já achei uma pena que a série só teve uma temporada =/ Porque tem personagens tão interessantes e, claro, atores maravilhosos (em começo de carreira). Quem me falou sobre essa série foi o Cassius, um amigão viciado em tudo que envolve TV e Cultura Pop, logo não poderia ser diferente que eu ia gostar tanto dessa fofura de show. O mais legal de Freaks & Geeks é que foi uma série feita num período em que freaks e geeks ainda eram considerados renegados, logo a série trata disso e também da auto aceitação que cada um dos personagens precisa passar para crescer, aliada às questões típicas da adolescência dos anos 90. Muito bom e continuarei assistindo!
Pausa pra ver o Marshall novinho...

Traffic Light

Também só teve uma temporada, mas o sitcom Traffic Light tem uma premissa bem interessante, em que três amigos, em momentos bem diferentes de suas vidas, comentam as aventuras e desventuras de seus cotidianos. A metáfora do nome da série está tanto no fato deles conversarem muito enquanto se deslocam de um lugar para outro, quanto no fato de cada um representar uma das cores do semáforo (avance, diminua, pare). Achei super legal o fato dela se focar nas questões masculinas, sem cair em estereótipos (pelo menos no piloto), mas o fato dela ter sido cancelada me faz pensar que, talvez, ela tenha perdido a mão das personalidades dos personagens. Veremos...
São só 13 episódios, não vai dormir no meio!
__
Tem alguma sugestão de séries para assistir o piloto? Mande por comentário, ou para o email poranacasouza@gmail.com

Share:

0 Falas

Mesa de Café da Manhã. Tecnologia do Blogger.