Depois do Piloto I


Gente, eu tinha que ter postado isso há um mês, mais ou menos, mas a vida tá tão corrida e tão crazy que não tinha tido tempo para tal. Por isso peço desculpas, finalmente postando essa ideia que eu tive, depois de ver SuperGirl.
Bem, basicamente é escrever um textinho curto sobre séries que eu vi o piloto (apenas o piloto) e não segui em frente, ou que ainda não decidi se vou seguir frente, ou que eu, simplesmente, ainda não consegui seguir em frente.
Parece complexo, não é não! É apenas um atestado de primeira impressão, o qual eu te conto o que achei do primeiro episódio e se pretendo, ou não continuar assistindo...
Então vem comigo para os três primeiros dessa sessão nova no Mesa:

Scream Queens

Não sei onde foi que li que Scream Queens era uma mistura esquisita de Meninas Malvadas e Pânico, mas sinceramente não teria uma descrição melhor. Sustentada sobre personagens fracos, desinteressantes e passando um pouco longe do humor non-sense que, em tese, deveria possuir, a série me pareceu forçada demais. Admito ter me interessado por ela depois de ver que o elenco possuía algumas das atrizes que mais gosto dessa geração, como Emma Roberts e Abigail Breslin, mas elas estão tão apagadas, que nem sei. Estou em dúvida se assisto a mais episódios, mas o piloto me deixou seriamente sem vontade.
Meninas Malvadas?! Hum...not so much!


Supergirl

Quando vi que iam fazer uma série sobre a prima de Kal-el eu fiquei super contente! Ainda mais porque já não era sem tempo que as super-heróinas invadissem as telinhas e telonas, com essas remodelações dignas de notabilidade. Então Kara é a estrela, mas pelo piloto eu achei a série um pouco chatinha. Fiquei com a impressão de que está fadada ao mesmo destino de Birds ou Prey...mesmo assim vou assistir mais episódios. Não sei quando...mas vou... se eles seguirem por uma mistura bem dosada de Smallville em seus anos áureos e Flash no dinamismo dos episódios, acho que pode passar a ser um sucesso.
Eu, vendo o primeiro episódio

The Mysteries of Laura

Fato que desde Will & Grace eu acompanho a carreira de Debra Massing, vendo-a em vários outros trabalhos, incluindo A Ex, Smash e o filme Muito Bem Acompanhada (que tem uma ótima trilha sonora). Entre todos eles, adorei a Debra em Smash e achei que ela seguiria por uma linha mais dramática novamente, o que não acontece em The Mysteries of Laura. A série é mais uma das que misturam comédia e polícia, a diferença, talvez, seja que Laura é uma mãe de gêmeos, divorciada do seu superior na delegacia e tem um ótimo senso de humor. Bom, pelo piloto achei que se trata de uma série para acompanhar em episódios soltos e nada muito religioso. Não me cativou.
Sorry Debra...

Share:

2 Falas

Mesa de Café da Manhã. Tecnologia do Blogger.