Sobre quem somos e quem gostaríamos de ser


É possível que em algum(ns) momento(s) da sua vida você tenha parado para pensar no assunto: "O que quero ser, quando crescer?".
Sim, porque assim como o nariz, as orelhas e os cabelos, a gente não deixa de crescer, amadurecer e de ficar por aí, pensando no que poderia ser. Pensando sobre as novas aptidões, pensando sobre metas, sonhos, renovando esses votos, nossos votos de sermos nós mesmos, chegando em novos lugares e partindo de novo em busca de mais.
Bom, se é que você se parece, de alguma forma comigo. 
Se não, fico contente e triste por você, ao mesmo. Sim, porque se você não pensa constantemente sobre quem é e o que quer ser, então você já encontrou o seu centro. Já encontrou o que te move, o que te traz felicidade. Já não tem mais porque/motivo ou dúvidas para repensar o mundo. Repensar o tudo.
Agora se você é desse time que eu também faço parte, então você é essa pessoa "multante" e transvertida de confusões. Enxerga possibilidades, positividades e re (pensa, anda, começa, sonha, encontra, faz, spira). Não se aflige e percebe que o momento é propício para se ser quem se quer.
É hora de tomar riscos, dançar na chuva, pular de cabeça e dar a volta ao mundo.
O que vamos fazer primeiro?

Share:

0 Falas

Mesa de Café da Manhã. Tecnologia do Blogger.