Blogagem Coletiva: Filmes que valem a pena ver de novo

Dentro dos temas de Blogagem Coletiva deste mês do Blogs que Interagem, escolhi falar daquilo que eu sou simplesmente apaixonada, que são "Filmes que valem a pena ver de novo". Como estou na vibe de usar o número 15 para essas listinhas, seguem aqui os meus 15 filmes que valem a pena serem vistos de novo e que eu já inúmeras vezes (mesmo!).


15 - Como cães e gatos. (1996)

Não, esse não é aquele filme que você, provavelmente foi ver no cinema, da Disney e tal. Esse filme é uma comédia romântica, onde Abby é uma veterinária e radialista possui um programa chamado "The truth about cats and dogs". Durante uma das transmissões desse programa, ela ajuda Brian a sair de uma situação bastante complicada. O rapaz se encanta pela voz dela e a chama para sair, mas ela, totalmente insegura com a sua aparência acaba pedindo que sua amiga, Noelle tome seu lugar. É um filme bem simpático, clichê, mas extremamente divertido! 
A primeira vez que eu assisti: Foi no corujão da Globo. 

14 - Miss Simpatia. (2000)

Minhas família consegue dizer para vocês quantas vezes eu loquei esse filme para ver em casa. Inúmeras! Quantas vezes ele estava passando na tv e eu assisti...incontáveis! Enfim, esse filme super me marcou pela história da menina 'feia' e desleixada que, de repente, fica belíssima e ainda sem perder a sua essência. Virei fã da Sandra Bullock ali...
A primeira vez que eu assisti: Loquei dentro da minha cota de irmã mais nova, que incluiam filmes da Disney e comédias românticas.

13 - Her (2013)

Já falei sobre esse filme aqui e ele integra a minha lista porque mexeu tanto comigo que toda a vez que eu assisto um pedaço de mim se quebra e outro se reconstroi. Talvez seja por conta da solidão de Teo e como ele é resgatado por Samantha, talvez seja porque esse solidão tecnológica seja tão a nossa cara, ou talvez seja porque me lembra e muito Chobits (um anime/mangá que eu adorava durante a adolescência).
A primeira vez que eu assisti: Foi para a temporada de Oscar do ano passado, no site O Melhor da Telona.

12 - Antes do Amanhecer. (1995)

Longe de ser um filme levinho, é um dos meus favoritos do gênero (se é que tem um gênero) e já foi tema de um post lindozo e completo sobre aqui. Basicamente conta a história de dois estranhos que se encontram em um trem a caminho de Paris. Ambos parecem ser tão parecidos um com outro, ao mesmo tempo em que divergem seguidas vezes, que acabam se interessando e resolvem passar uma noite juntos. 
A primeira vez que eu assisti: eu tinha ganhado um filme extra na locadora e não queria sair da fila para pegar outro (porque eu já tiha esperado muito pra sair e perder a vez), então peguei esse filme na cesta de devolução.

11 - Anastácia. (1997)

A animação da FOX marcou tanto a minha existência que eu tive que adquirir o VHS e mais recentemente o DVD também! É um dos filmes que eu sei TODAS as falas. "O ano era 1916, e o meu filho, Nicolau, era o Czar da Rússia Imperial..." essa era a primeira fala e a partir dela segue-se a história de como Anastácia se perdeu de sua família, esqueceu quem era e se tornou Anne. Como ela, com a ajuda de Vlad e Dimitri encontrou o caminho de volta para a sua casa e, claro, não vamos esquecer da dupla malígna Rasputin e Bartok...
A primeira vez que eu assisti: Eu adorava a Thalia! Não perdia um capítulo de Maria do Bairro. Na época fiquei sabendo (não lembro como) que ela tinha cantado a versão latino americana de uma das músicas do filme e que estaria no VHS como especial. Adivinha...fiz o papai comprar o VHS por causa desse clipe. 

10 - 500 dias com ela (2009)

Deu pra perceber que eu adoro comédia romântica, né!? E gosto mesmo, especialmente aquelas que tem um estilo mais offbeat, que é o caso de 500 dias com ela. Já perdi a conta de quantas vezes já vi esse filme (e quantas vezes mais verei), mas o que eu gosto mesmo no universo de Summer e Tom é que nada é fechado, todas as coisas estão passíveis de mudanças e, principalmente, passíveis à vida como ela é. Fiz um post com as citações que eu mais gosto do filme aqui.
A primeira vez que eu assisti: Sim, em 2009 eu ainda locava filmes, obrigada...

09 - O Clube dos 5 (1985)

Eu ainda não era nascida quando esse filme fez sucesso, mas quando me deparei com ele há dois anos, entendi o motivo dele ser tão citado e ser tão querido pelos oitentistas. Ele se tornou um dos meus filmes favoritos e o indico para todo mundo, sendo protagonista de um post mimoso aqui no Mesa.
A primeira vez que eu assisti: Foi o segundo filme que eu vi no Netflix.

08 - A Sociedade dos Poetas Mortos. (1989)

Quer me ver chorar de emoção? Então põe esse filme para rolar! Sabe aqueles filmes que te arrebatam e que te modificam como pessoa? Então...esse filme fala do magistério, da força que um docente tem para tocar a vida de um indivíduo. Oh captain, my captain!
A primeira vez que eu assisti: Foi na TV Globo, com o meu irmão do meio.

07 - Tarzan (1999)

Um dos meus filmes favoritos da Disney, Tarzan tem uma das melhores trilhas sonoras, toda cantada por Phil Collins, além de ter trazido diversas novidades tecnológicas para o gênero, como os cenários completamente digitais. Esse filme também é um dos meus queridinhos, porque adoro o romance quase inocente que se desenvolve entre Jane e Tarzan, assim como me divirto imensamente com Tantor e Terk.
A primeira vez que eu assisti: Foi no cinema.

06 - Elizabethtown (2005)

Tipo do filme que cada vez que você assiste descobre que ele mexe com você de diferentes formas. Ele possui diálogos bastante espertos, fala de auto-descoberta, fiasco e fazer as coisas darem certo para si mesmo. Também é um filme que te incita a pensar sobre todas essas coisas e me fez escrever esse post sobre.
A primeira vez que eu assisti: Um amigo meu baixou o filme para mim e me entregou o dvd. Entrei em desespero quando o final veio cortado, o que me fez passar uma noite (hoje em dia é de rir) baixando outra versão para conseguir ver os 10 minutos finais.

05 - Forrest Gump (1994)

Terno, envolvente e divertido em toda a sua inocência, Forrest Gump é o tipo do filme que você não consegue ver só uma vez. Você se afeiçoa ao rapaz sentado no banco e contando a sua própria história, história essa que se cruza diversas vezes com momentos históricos e importantes para o mundo. Na época foi considerado um brilhante filme, hoje é considerado um clássico!
A primeira vez que eu assisti: Estava sem nada para ver em casa, dai abri o armário de cds e dvds do meu irmão do meio e peguei para assistir. Devolvi o dvd, só pra constar.

04 - O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (2001)

Amélie é uma dessas personagens tão encantadoras, que você passa a querer entrar no seu mundo particular e quase infantil. Ela cria as suas próprias leis e inventa o seu próprio destino, quando decide ajudar as pessoas que a cercam, a partir daí, ela se envolve com as suas histórias e tem a oportunidade de encontrar o amor verdadeiro. Destaque para a trilha, a fotografia e a direção de arte que são, simplesmente, primorosas.
A primeira vez que eu assisti: ganhei o filme de presente em algum aniversário, mas só fui ver mesmo com meus 18 anos. A partir dai assisto, pelo menos, duas vezes por ano.

03 - Amor e outros desastres (2006)

Uma clara releitura do meu filme favorito, mas com certas referências que o ligam diretamente ao romance de Truman Capote, Amor e Outros Desastres é uma comédia romântica sobre desencontros, a crença no amor, relacionamentos de conveniência e um monte de perguntas sobre todas essas coisas. 
A primeira vez que eu asssisti: Espero não ser presa por isso, mas comprei do camelô perto da minha escola, vendo-o no mesmo dia a noite.

02 - Mulan (1998)

Minha animação favorita, sendo outra história que eu sei todas as falas, esse filme conta a história de uma garota chinesa comum, que na iminência de perder seu pai para a guerra, toma a difícil, porém corajosa decisão de tomar o lugar dele no campo de batalha. Ao seu lado Mushu e Grilie a ajudam se infiltrar nesse meio e ainda se tornar a heroína da China.
A primeira vez que eu assisti: Foi no cinema, com muita pipoca!!

01 - Bonequinha de Luxo (1961)

Não chego a ser obcecada por esse filme, mas sou bastante viciada nele. Tá bom, sou bem obcecada sim! Já fiz até um especial aqui sobre ele. Quaquer pessoa que me conhece, mesmo que minimamente sabe da minha relação com ele, inclusive você, que está aí acessando esse blog, saiba que o nome dele vem desse filme...
Particularmente o que mais me encanta na história é a complexidade com quem os personagens são desenvolvidos, seja pelo aspecto psicológico, seja o comportamental. Fora que me identifico demais com Holly e a forma com que ela interpreta o mundo. 
A primeira vez que eu assisti: Foi no Telecine Cult, faixa das 22h, numa sexta feira de dezembro e que eu estava de férias. Mudou a minha vida.

Indico as listinhas das blogueiras:

Share:

5 Falas

Mesa de Café da Manhã. Tecnologia do Blogger.