Doces acordes íntimos

Com letras simples, melodias calmas e uma deliciosa combinação de doce com salgado, Leighton Meester mostra uma face quase inesperada em seu primeiro álbum, Heartstrings.

Quem não lembra da it girl Blair Waldforf da série de tv Gossip Girl? Bom, se você se lembra, com toda certeza lembra da intérprete da personagem, a morena Leighton Meester. E também, se você se lembra, deve ter em algum canto da sua obscura memória a vaga lembrança da participação que a moça fez na música Good Girls Go Bad, da banda Cobra Starship. Peço que você se lembre disso, porque quando essa parceria foi lançada, logo depois Leighton lançou a baladada Somebody to Love e todas as expectativas recairam sobre a hipótese de que a moça lançaria um álbum e de que essas músicas seriam ao estilo pop eletrônico. Só que a história ficou em banho maria.
E assim permaneceu até quando algumas músicas vazaram. Coisa pouca, coisa "estranha", uma vez que não fazia o estilo que as pessoas esperavam a moça. Logo, foram desconsideradas e colocadas em escanteio, como uma espécie de prévia equivocada. 
No mês passado, no entanto, Leighton (finalmente) lançou o seu primeiro álbum. Heartstrings

O álbum é uma verdadeira e deliciosa coletânea de músicas delicadas e que foram gravadas com uma banda ao vivo no estúdio, fato que dá ainda mais a atmosfera intimista ao cd, que realmente parece ter sido gravado durante uma reunião de amigos, entre os quais um deles canta muito bem e outros três tocam instrumentos.
Por se tratar de um álbum nesse estilo, muitos fãs foram pegos de surpresa, inclusive alguns acharam que essa não é a verdadeira Leighton, mas particularmente penso que não seria ela se a mesma fizesse um trabalho multimilionário, cheio de batidas, auto-tunes e esquemas que fizesse o trabalho todo muito mecânico e artificial. Ao contrário disso, Heartstrings é quase uma representação do eu vulnerável e sensível dela, falando de perto, quase como uma confidência entre amigos. O trabalho, justamente por ter essas notas extremamente particulares, foi lançado pela própria gravadora de Leighton, a Hotly Wanting Records. Ouça abaixo o álbum completo:

Para completar o pacote, ela ainda lançou um clipe para o seu primeiro single e homônimo do cd, que também segue essa linha íntima e pessoal. Sinceramente, gente, estou impressionada e deliciada com a beleza do trabalho dela. Fui pega de surpresa com o tom das músicas e fiquei maravilhada com a possibilidade vocal da moça que, apesar de não ter nada de diferente ou espetacular, é tão bem usada que percebemos que ela sabe o que está fazendo. 
Destaque para as músicas: "Heartstrings", "Run away", "Dreaming", "Sweet" e "Entitled".

Share:

0 Falas

Mesa de Café da Manhã. Tecnologia do Blogger.