A voz que embala o Pop

Sabe aquele Pop? Aquele que faz tempo que a gente não ouve mais? O pop de Mariah Carey, Whitney Houston e Christina nos tempos de "Back to Basics"? Pois é, só de lembrar já bate uma saudade, principalmente porque lembramos que já tem uns bons anos aí que não vemos ninguém novo, ninguém ousado, ninguém com voz para representá-lo. E mesmo que tenhamos alguns pops legais, que tentam representar a categoria como Lana del Rey, Katy Perry e Rihanna, as vozes (ou vozeirões) que marcavam o "pop diva" estavam guardados na memória e nos cds antigos de até o começo dos anos 2000.
Mas os nossos apelos foram atendidos, porque no meio da mesmice, uma bela voz fez a gente enxergar novamente o potencial do Pop. A potente voz de Ariana Grande conquista nos primeiros momentos do cd "Yours Truly", seu cd de estreia para o mundo.

A aparência de garotinha engana as duas décadas já vividas e sua intensa performance nos vocais. Ariana Grande é descendente de italianos e teve seu nome inspirado na princesa Oriana de Felix. Seu passado na Broadway mostra que o caminho que a moça seguia ia ser consideravelmente diferente do que hoje traça, caso não tivesse co-estrelado o seriado "Victorius" da Nickelodeon, conquistando um grande público pela atuação e principalmente pela voz.
Ariana fez uma participação especial na música "Popular Song" do francês Mika e logo ganhou o público pelos ouvidos e corações. Percebendo a possibilidade de mercado de Ariana logo investiram em um cd, o primeiro da carreira da moça, chamado "Yours Truly", o qual a mesma disse: "Podem esperar muita honestidade. É direto... você sabe, é como costumava ser páginas de meu diário, em vez de manter o diário, eu ia escrever canções sobre o que estava acontecendo na minha vida. Então é muito pessoal. É um retrocesso Motown e pop ao mesmo tempo, por isso é dos anos 50 e dos anos 60 misturado com inspiração dos dias de hoje.".
A primeira coisa que você precisa saber sobre "Yours Truly", é que é um album viciante. Você provavelmente, vai gostar de todas as músicas, aprender todas as letras rapidinho e ainda tentar (tentar apenas) imitar os floreios vocais mais trabalhados da moça. As letras são simples, gostosas e realmente são bem sinceras e o cd é uma coletânea bem dosada de influências contagiantes, como R&B, Eletrônico e claro o Motown, como a mesma prometeu. 
Outro destaque deste cd é a retomada de baladas, que até então pareciam ter ficado escondidas em alguns lugares "obscuros" como trilhas sonoras. No cd de Ariana você ouve excelentes exemplos de como uma baladinha pode ser generosa para a voz de um artista e pode dar carinhos aos nossos ouvidos cansados de músicas sem letra e sem amor.
O cd de Ariana é elegante e mostra uma maturidade maior do que se esperaria de uma cantora que teve seu destaque em um seriado da Nickelodeon, mas se você quer se esforçar para procurar por um "defeito" no cd, talvez ache que o fato dele parecer um pouco misturado demais, com músicas direcionadas para o público que assistia Victorius e o público que a conheceu através da voz, problemático. Sendo que ao meu ver, não se trata de um defeito e sim uma estratégia de marketing e, claro, trata-se do primeiro cd da moça, logo ela ainda está descobrindo o público ao qual realmente pertence. Deste modo, podemos dizer apenas: fiquem de olho nesta moça, pois agora é só do alto para cima.

De destaque para este cd temos as músicas: "Baby, I"; "Piano"; "Daydreamin'"; "The Way"; "You'll never know"; "Almost is never enought" e "Popular Song". 

Share:

0 Falas

Mesa de Café da Manhã. Tecnologia do Blogger.