Um estouro!


A vida de Marilyn Monroe foi conturbada, cheia de altos e baixos, escândalos envolvendo homens, produtores e um temperamento bastante complicado. Norma Jean, como era seu nome antes do estrelato, teve tanto drama em sua própria vida, que daria um filme (ou vários), um musical e porque não, uma série juntando todos esses elementos. Assim é Smash, série dramática sobre a produção de um musical que reconta a vida de Marilyn Monroe.


Estrelando Katherine McPhee e Megan Hilty, Smash conta a história da concepção, treinamento e manutenção de um musical na Broadway. E durante a primeira temporada acompanhamos a competição para escolher entre Ivy (Megan) e Karen (Katherine), duas atrizes de backgrounds completamente diferentes, mas que inspiram de maneiras diferentes, aspectos fortes e presentes na Mariyn Monroe do musical. Além disso, também conhecemos Julia (Debra Messing) e Tom (Christian Borle), os autores do musical, que entre dramas pessoais e muitos anos de parceria, veem sua criação ganhando forma e se tornando um dos musicais mais esperados pela crítica.
Eileen (Anjelica Huston), uma produtora de musicais muito conhecida no meio artístico assume a produção de "Bombshell" (nome do musical) e coloca Derek (Jack Davenport) à frente do espetáculo e ele se torna o grande responsável pelo musical dar certo, ao mesmo tempo que o empaca pela sua indecisão quanto ao papel principal.
Bom, em meio a todos os conflitos e enrolações, acompanhamos a história toda ficar mais interessante. Os números musicais são incorporados bem ao estilo Broadway para a telinha e ainda reserva viradas interessantes, com músicas que verdadeiramente contam a vida de Marilyn. Desde "Let me be your star", passando por "Mr and Mrs Smith" até o fabuloso e emocionante "Don't forget me". Isso sem contar com as versões de músicas conhecidas, como "Brighter than the sun", "Shake it up" e "Crazy Dreams" (ouça as músicas clicando nas capas de cd abaixo). Todos afiadíssimos, isso é fato, mas não só no gogo, também nas atuações. Convicentes, elas dão ritmo à trama e levam quem assiste a criar laços com os personagens e parecer entender como funciona o show bizz da Broadway.
Katherine McPhee e Megan Hilty
Falando sobre as duas protagonistas, Megan Hilty veio dos teatros da Broadway (já tendo interpretado Glinda no meu musical favorito - Wicked) para as telinhas. Fisicamente ela é a que mais se parece com Marilyn e sua personagem também é cheia de conflitos internos, mas cheia de sex appeal acaba não sendo exatamente o que Derek busca em sua Marilyn. Já Katherine leva sua personagem para o lado da doçura, conseguindo arrancar suspiros quentes nas cenas em que isto é necessário, vale conferir sua cena de "Happy Birthday" logo no piloto.
Smash é um verdadeiro estouro para quem gosta de musicais, mas principalmente leva o estilo de seriado para outro nível, quando aposta em cenas de montagens especiais, dando uma grande vontade que "Bombshell" fosse um musical de verdade. E agora em sua 2a temporada, a série caminha para caminhos interessantes, os quais ainda estão sendo desvendados para quem acompanha e se você se interessou, ainda dá tempo para correr e assistir tudinho!


Obrigada pela dica Augusto ;)

Share:

1 Falas

Mesa de Café da Manhã. Tecnologia do Blogger.