Gatinhas musicais

Existem alguns filmes, para mim, que marcaram e se tornaram muito bons, mais pela trilha sonora que pelo próprio filme. Não que essas películas sejam péssimas, ou não devam ser assistidas, porém o som é mais interessante e vale a pena ser conhecido. E para divulgar esses filmes e suas trilhas, abro uma nova sessão aqui no blog: filme para ouvir.

Esses dias me peguei ouvindo uma antiga trilha sonora do filme "Josie e as gatinhas". Uma tentativa de reacender um clássico da animação da década de 70, recolocando a história num contexto mais modernoso, onde Josie e as suas melhores amigas eram envolvidas em uma trama internacional, em que mensagens subliminares eram imbutidas nas músicas da cultura pop, de maneira a intensificar e influenciar no mercado da moda e demais consumos. No elenco estão Rachel Leigh Cook, Tara Reid e Rosario Dawson e na época de lançamento (2001), muitos filmes com trilhas sonoras musicais estavam em alta, principalmente destinados ao público infanto-juvenil.
Clique na capa para ouvir a trilha;
Mas o filme é meio lugar comum. Tem uma história engraçadinha, que você já sabe para onde vai. Aposta em alguns clichês de figuras do mundo pop (como a boy band, a produtora musical excêntrica e o grupo musical que veio do nada) mais para dar um tom de comédia, que mesmo para fazer qualquer tipo de crítica, mas vale para um filme para se divertir e simplesmente curtir uma ótima trilha sonora.
Falando sobre ela, "Josie e as gatinhas" parte de músicas originais dos desenhos animados para construir uma trilha sonora que, ao mesmo tempo, mistura músicas exclusivas com músicas consideradas excelentes do meio rocker, como "Real Wild Child", "I wish you well" e "Money (that's what I want)". Entre as originais do filme, vale um destaque muito especial para "Pretend to be nice", "Don't see me" e "Spin Around" e vale destaque para a participação especial dos atores que fizeram a boyband Dujour e que gravaram as músicas inéditas "Backdoor lover" e "Dujour around the world". 

Mesmo com tantas músicas, o filme não pode ser considerado musical, porque são poucas as cenas em que a música é o foco, sendo apenas BG (background) para a história se desenrolar. No entanto é bacana o cuidado que eles tiveram em regravar/gravar todas as músicas da trilha, de modo a serem os atores mesmos que davam o tom dos seus enredos e como eles se entrelaçavam. Outra coisa bem legal nesse filme, é que Rachel Cook está afinadíssima e além dela, todos os que cantavam e/ou tocavam algum instrumento no filme, tiveram aulas de música, de forma que Tara Reid realmente parece estar tocando bateria e de repente Rosario Dawson era a melhor baixista de todas.
Uma coisa bem curiosa, é que a série de desenhos animados da década de 70 tinha um trio de cantoras que faziam as vozes cantadas das três protagonistas, sairam em turnê e gravaram discos divulgando as músicas da banda, como se elas mesmas fossem as cantoras. Existem algumas dessas gravações espalhadas na net e é bacana ouvir, inclusive para pensar em como o estilo era lá e como ele se modificou nos anos que se seguiram. Então, a partir de "Josie and the pussycats" de 2001, recomendo também a trilha do desenho animado dos anos 70.

Share:

0 Falas

Mesa de Café da Manhã. Tecnologia do Blogger.