Manequim humana

É muito comum nos depararmos diversas vezes com histórias que nos fazem questionar nossa própria forma de viver, muitas dessas histórias habitam apenas aquele momento e não se estendem a nossa vida, pois o sentido dela só fica vivo enquanto lembramos, o que normalmente são apenas alguns minutos da nossa vida muito corrida.

Ontem me deparei com uma notícia no G1, sobre a escocesa Louise Wedderburn, uma jovem de 18 anos que possui uma doença muito rara chamada FOP (Fibrodisplasia Ossificante Progressiva), que faz com que os ossos nunca parem de crescer, de forma a invadir outras partes do corpo, como os musculos, tendões e ligamento. Os ossos crescem tanto, que chega a se formar um segundo esqueleto, o que acaba causando um travamento completo do corpo. A doença não tem cura e nem permite que a pessoa viva por mais de 40 anos, pois chega uma hora que todo o corpo trava e a pessoa não consegue, nem sentar, nem deitar, nem mesmo andar.
Só que, o que poderia ser uma história de luta contra a doença e apenas mais daqueles casos tratados à lá Discovery Channel, ganhou uma proporção interessante ao descobrirem que Louise é uma viciada em Moda. A moça coleciona roupas que estejam em alta, devora revistas e mais revistas sobre o assunto e ainda sonha em seguir uma carreira no mundo fashion como modelo.
A questão no documentário está, muito mais na luta de um corpo "imperfeito" querendo espaço num local onde a perfeição parece ser a palavra de ordem e Louise luta, não contra a sua doença, mas para convencer a todos de que merece um espaço, uma chance na moda e ser tratada como uma pessoa normal, capaz de fazer coisas "normais", ela disse: "Se eu começar a pensar nessas coisas, nunca sairia" e mesmo sendo limitada por várias partes do corpo, já travadas, Louise vai atrás do que quer, fazendo audições, books fotográficos e até trabalhando nos bastidores de grandes eventos fashionistas, como a Semana de Moda de Londres.
Uma verdadeira aula de que é necessário lutar pelo que se quer, se é aquilo que você realmente sonha!


"Eu amo tudo isso! Poderia seguir carreira como estilista, maquiadora e até mesmo trabalhar de alguma forma para uma revista como a Elle!"

Share:

0 Falas

Mesa de Café da Manhã. Tecnologia do Blogger.