Speak out loud

Taylor Swift lançou no ultimo dia 25 o seu novo cd, Speak Now. Fazendo o gênero menina prodígio, com suas letras maravilhindas e adocicadas, conquistou fãs em todos os cantos do mundo, inclusive fãs que não costumavam curtir country (eu sou uma dessas pessoas).

Taylor canta de um jeito suave e é tão fofa como cantora, quanto consegue ser ao criar suas canções. Mais ainda, essa loirinha, no auge de seus 20 aninhos (ela faz aniversário no dia 13/12 - um dia antes de mim *-*) conseguiu muita fama e fortuna, sem nunca esquecer de onde veio e tendo certeza de onde está indo dentro da indústria musical. Também é digna de grande palmas por ter tentado fazer cinema, (apesar de eu achar melhor que ela fique na musica mesmo) e ainda por não ter se acomodado totalmente com seus fãs e seu estilo.

Nesta nova empreitada, Taylor flerta intensamente com um gênero um pouco mais melódico e pop do que nos CDs anteriores (o que eu tenho q ser sincera, não gostei muito). Speak now, no entanto, está longe de ser uma novidade, estando dentro do esperado

(não sei se pode-se dizer que isso é uma ótima coisa), fato é que a queridinha do country encontrou espaço para músicas marcantes, também, nesta tentativa segura de continuar com a carreira em alta.

Speak Now não chega aos pés de Fearless, sendo aqui muito sensata, tenho escutado o cd dela desde do dia 25 direto no carro, e apenas algumas músicas me trouxeram aquela vontade louca de aprender o quanto antes as letras para cantar junto com ela com o vidro baixo do carro em certa velocidade.

Pelo menos fica bem evidente que Taylor amadureceu bastante, tanto como compositora, quanto cantora, o que é excelente. Neste cd ela não fala mais daquele amorzinho bobo da infância e adolescência, que teve medo de se declarar, do namorico que termina em separação por causa da faculdade, não, nesta empreitada, ela demonstra musicas um tanto quanto reflex

ivas e auto-explicativas, de teor pessoal muito mais intenso, o que merece bastante crédito, pois mostra que ela percebe-se como uma artista em crescimento, profissional e pessoal.

Dou um crédito extra pela arte da capa, mal posso esperar para checar o encarte, já que os dois CDs anteriores deixam quem curte fotografia impressionadamente deliciado pela criatividade fotográfica e artística da composição deles.

O primeiro cd da Taylor ela era uma menina, prodígio, heheh, que teve a oportunidade de gravar um cd para uma industria que caçava novos talentos, e que pudesse inserir-se em vários meios; em Fearless ela se torna mais segura e madura, sendo capaz de lotar grandes estádios em concertos intrigantemente fodásticos (sim, é preciso tirar o chapéu para a presença de palco da magrinha). Depois de Fearless ela ficou com a carreira praticamente consolidada com fas de carteirinha que não a abando

nariam por nada no mundo. Em Speak Now a menina que cantava Tim McGrow cresceu e quer mostrar isso.

Deixo para quem quiser baixar e escutar, dando ênfase nas faixas, “mine”, “speak now”, “Dear John”(parceria com Selena Gomez), “The story of us”, “Innocent” e “Haunted”.

1- “Mine”
2- “Sparks Fly”
3- “Back to December”
4- “Speak Now”
5- “Dear John”
6- “Mean”
7- “The Story of Us”
8- “Never Grow Up”
9- “Enchanted”
10- “Better Than Revenge”
11- “Innocent”
12- “Haunted”
13- “Last Kiss”
14- “Long Live

http://www.enterupload.com/hiu7xnay56sx/Tail_www.BaixarMp3.net_.rar.html

Fotografando 2

Nossa, fazia tempos que eu não postava nada que tinha fotografado, tudo bem, desculpem (ou não) por isso, de qualquer maneira este feriado escolar que passou eu tive a oportunidade de dar de presente a uma grande amiga um book fotográfico que ela queria ter feito há muito tempo, mas por questões pessoais e financeiras não o fez. Ela, com 18 anos teve a coragem de aceitar ser fotografada pela amadora aqui, mas foi extremamente divertido (pelo menos para mim fotografar =P) e no final das contas, ela pareceu ter se divertido, também em ter sido fotografada.
Bom, além das fotografias eu também fui responsável pelo cabelo e a maquiagem da modelo, bem como a edição das fotos (por isso perdoem a pessoa leiga em photoshop), mesmo assim com uma modelo linda como a ví nao precisou fazer nada nela, apenas brinquei com luz, sombra e, lógico, enquadrei melhor para que ela ficasse melhor ainda.
Lembrando que este nao chega nem perto de um trabalho profissional, mas sinceramente, devo dizer que deu tanto trabalho quanto um prô.
Como nao quero estragar a expectativa dela de realmente montar um book impresso, colocarei aqui algumas fotografias. Espero que gostem e espero, também, um feedback (críticas e sugestões). Divirtam-se com o meu primeiro trabalho longo com fotografia ^^
_
Fotos: Ana Bolena
Todos os direitos reservados.

Une Luna


Já que gostaram tanto da minha sugestão, a @joycejonathan, trago para vocês outra brilhante cantora francesa, Sheryfa Luna.
Shreyfa Luna (o nome dela é, na verdade, Chérifa Babouche), nasceu em 25 de janeiro de 1989 em Évreux, França e ela é considerada uma cantora de R&B. Ela ganhou um concurso de calouros frances, bem estilo American Idol, mas de nome Popstars em outubro de 2007, tendo como prêmio um contrato e um cd. Ela lançou, entao o Sheryfa Luna, que só na estréia ficou em terceiro lugar (ganhando disco de ouro).
Implacando três singles (Quelque part, Il avant les mots e D'ici et d'ailleurs) no primeiro lugar da parada francesa, Sheryfa é conhecida por uma voz incrivelmente forte que a primeira "ouvida" nao parece combinar muito bem com seu tipo físico, mas que depois de se ouvir com mais afíncuo percebe ser um jeito único e deliciosamente fofo de se fazer música.
Depois ela lançou o Venus que implacou Comme avant (dueto com Mathieu Edward), Je Reviendrai e Si tu n'étais plus là - garantindo a ela um plantinum do album.
Neste ano, em setembro ela lançou o Si tu me vois, com o single Tu me manques (que é a minha favorita, pessoalmente)e atualmente nas paradas está to cando Yemma.
Infelizmente nao consegui encontrar o Sheryfa Luna de 2007 para baixar na net, mas encontrei o Venus e o Si tu me vois.
Espero que curtam.
01.Ce Qu’ils Aiment
02. Comme Une Blessure
03. Dis Lui
04. Grandir Avec Toi
05. Interlude
06. J’ai Le Droit
07. Je Reviendrai
08. J’ecris
09. Ne T’en Va Pas
10. On Progresse Ft Lirisystem
11. Qu’est-Ce Qu’on Attend
12. Respirer Ft Alibi Montana
13. Si Mal
14. Si Tu N’etais Plus Lа
http://smsfiles.ru/f/0806e9de71aa8f1e5159eb9d1e13858f/Sheryfa_Luna_-_Venus.rar.html (cole no navegador que a página para baixar abrirá automaticamente).
_
01 On Ne Vivra
02 Tu Me Manques
03 Crois En Toi
04 Ca Ne Change Rien
05 T'aimer Et Faire Semblant
06 Si Tu Me Vois
07 Feeling
08 Yemma
09 Il Y'a Des Jours
10 Tu Seras Un Homme
11 Parce Que C'est Toi
12 Tout Est Fini
13 Je Ne Suis Qu'une Femme
14 Il Paraεt
http://hotfile.com/dl/67669650/e9b8859/sheryfa_luna_-_si_tu_me_vois_(2010).rar.html
____
Espero que gostem de mais esta sugestão.
Bisos

2 músicas para 3 pessoas

Em ordem -> http://migre.me/1ytTs (Gio), http://migre.me/1ytU2 (Vivi) e http://migre.me/1ytUy (Nilo).


Dance onde as estrelas ficarem tristes
dance onde a tarde caia
dance com seus sapatos estupidos
em um vestido de noiva
Dance na sétima rua
dance enquanto você esta no metrô
dance tipo marionete
Você esta feliz agora?
Onde você vai quando esta sozinho?
Onde você vai quando esta triste?
Onde você vai quando esta sozinho?
Eu vou te seguir
quando as estrelas ficarem tristes
quando as estrelas ficarem tristes
quando as estrelas ficarem tristes
quando as estrelas ficarem tristes
Rindo com sua linda boca
Rindo com seus olhos tristes
Rindo com sua canção de amor
numa cançao de ninar...
Onde você vai quando esta sozinho?
Onde você vai quando esta triste?
Onde você vai quando esta sozinho?
Eu vou te seguir
Onde você vai quando esta sozinho?
Onde você vai quando esta triste?
Onde você vai quando esta sozinho?
Eu vou te seguir
quando as estrelas ficarem tristes
quando as estrelas ficarem tristes
quando as estrelas ficarem tristes
quando as estrelas ficarem tristes
Onde você vai quando esta sozinho?
Onde você vai quando as estrelas ficam tristes?

Quantos de vocês aí fora
Se magoaram em algum tipo de relacionamento amoroso?
E quantas vezes juraram
Que nunca mais amariam?
Quantas noites solitárias e insones?
Quantas mentiras, quantas brigas?
E porque você ia querer
Passar por tudo isso de novo?
O amor é dor, eu os ouço dizer
O amor é um jeito cruel e amargo de
Dar o troco em toda a fé que
você põe tem no seu cérebro
Como pode ser o que você mais precisa
Você pode abandonar seus sentimentos como um fantasma?
Você nunca mais quer se sentir tão triste perdido de novo
Um dia você pode estar dando uma olhada
Num velho livro num dia chuvoso
Você vê uma foto dela sorrindo pra você
Quando vocês ainda estavam juntos
Você pode estar andando pela rua
E quem tem a chance de encontrar?
Nada além daquele velho sorriso no qual você esteve pensando o dia todo?
Por que não voltamos o relório pro zero, querida?
Vou vender todo o estoque e gastaremos todo o dinheiro
Estamos começando um novo dia
Volte todo o relógio
Me pergunto se ela vai me aceitar de volta
Estou pensando num novo jeito
Volte o relógio para o zero, irmã
Você nunca saberá o quanto eu sinto falta dela
Começando um novo dia
Volte o relógio para o zero, chefe
O rio é selvagem mas atravessaremos a nado
Estamos começando um novo dia
Pode acontecer com você
Como aconteceu comigo
Simplesmente não há imunidade
Não há garantia
Eu digo: o amor é uma força tão grande quando você se encontra em meio a ele
Você precisa de algum tempo pra refletir
Você diz, meu bem, espere um pouco, espere um pouco
Espere um pouco, espere um pouco
Espere um pouco, espere um pouco
Volte o relógio para o zero querida
Venderei o estoque e gastaremos todo o dinheiro
Estamos começando um novo
Volte o relógio para o zero
Estou implorando pra que ela me aceite de volta
Estou pensando num novo
Volte o relógio pro zero, chefe
O rio é selvagem mas atravessaremos a nado
Começando um novo dia
Volte o relógio para o zero, companheiro
Você não quer ser nenhum chato
Estamos começando um novo
Levantem-se, todos os amantes no mundo
Levantem-se e sejam contados, cada menino e cada menina
Levantem-s, todos os amantes no mundo
Estamos começando um novo dia

Sou ritmo da sua estação
Sou o sol e você a lua
Sou o morcego e você a caverna
Você é a praia e eu a onda
Sou o polo e você a terra
Você é a luva e eu a mão
Sou o trem e você a estação
Sou brandeira e mastro da sua
Sou o presente para o futuro
Voc~e é a ferida e eu a sutura
Você é o ímã do meu pólo
Sou o diabo na sua alma
Você é o aluno e eu o professor
Você é a igreja e eu o pregador
Você é a flor e eu a chuva
Você é o túnel e eu o
Você é o alimento da minha rotação
Você é a soma da minha equação
Sou a resposta da sua pergunta
Se você seguir minha sugestão
Podemos virar esse barco pra outro rumo
Iremos pra cima ao invés de pra baixo
Você é a panela e eu o cabo
Você é a chama eu eu o fogo
_
When the stars go blue - The Corrs feat Bono
Brand new day - Sting

Losing my religion



Que Glee é um série de sucesso e assistida por pessoas de todas as idades, é um fato incontestável. Incontestável, tmb é a influência que a série musical exerce sobre as pessoas que a assistem, falo influência nao porque acho que as pessoas vão mudar porque assistiram uma série, ou pq um determinado assunto é tratado num dos episódios, digo isto pois querendo ou nao, nos sentimos tocados por certos assuntos abordados nas séries, especialmente nas de grande repercussão que sao capazes de tocar fundo as nossas opiniões, e no caso do episódio "Grilled Cheesus" de Glee, nossas crenças.
Estudei em uma escola católica a minha vida inteira e mesmo tendo contato direto com a religião cristã, sempre achei que faltava alguma coisa, sempre achei que nada daquilo era completo e incontestável.
Procurei por novas crenças, achei pontos atados e guardei alguns deles, achei pontos soltos e me desfiz deles, fato que ao final de tudo, minhas crenças eram formadas como uma colcha de retalhos, em que varios elementos de várias doutrinas eram tomados e costurados por mim.
E foi quando eu conheci uma pessoa que mudou a minha forma de enxergar as crenças, Maria Madalena. É obscuro, para muitos, quem foi esta mulher que ja causou tanto avoroço entre os crentes da doutrina cristã, mulher que excitou escritores com mania de teorias conspiratórias a escrever sbre mistérios que se esconderam por séculos, ou mesmo a mulher que antes era vista como prostituta regenerada e logo depois, ao ser revisto o erro, descoberta como a princesa escolhida para ser companheira de Jesus.
Maria Madalena é mesmo um ser ainda confuso nas cabeças das pessoas, principalmente daquelas que nao conhecem ou mesmo nunca se interessaram em descobrir nada sobre a esposa de Cristo, mas a minha relação com ela é muito mais intensa que isso.
Reaprendi a ter uma crença ao conhcer seu poder, revi alguns de meus conceitos, revivi pontos da fé e compreendi um mundo completamente diferente em que poucos tem acesso.
A discursão a cerca da pessoa e personagem Maria Madalena dá caldo para muito mais posts e este post aqui deve ser considerado uma introdução do que virá, mas o foque deste é sobre o episodio 203 de Glee e pontos que valem ser ressaltados.
Nao acho que seja por acaso que os criadores de Glee tenham deixado claras as diferenças de credo dos personagens desde o começo, sabemos que ali têm judeus, budistas, cristãos e ateus; estas diferenças tinham um tom a parte enquanto eles conviviam harmoniosamente, sem que o assunto fosse trazido a tona, mas as coisas mudam quando este aparece na proposta do personagem Finn de fazer um especial sobre Jesus na semana que se seguiria. Habilmente despistado por Schuester, o tema passa a ser espiritualidade, deixando claro que nao existe UMA só crença, mas várias e que o detalhe é respeitá-las.
Os gleeks entendem e se dedicam a cantar sobre espiritualidade, enquanto o pai de um deles, Kurt (o ateu) entra em coma e seus comapnheiros decidem tentar ajuda-lo ao cantar musicas que peçam aos ceus ajuda.
Deixando os spoilers de lado, o que fica intenso neste episodio é a carga emocional por ele transmitida, uma vez que encontramos um grupo de adolescentes que sao ativos em suas religioes e que prezam tais valores. Por esta questão nao se espante ao entrar em templos e igrejas e se deparar com uma série de adolescentes achando "legal" rezar.
As músicas do episódio foram muito bem escolhidas, Only The Good Die Young (Billy Joel), I Look To You (Whitney Houston), I Wanna Hold your hand (Beatles), Bridge Over Troubled Water (Simon & Garfunkel), Papa, Can You Hear Me? (Barbra Streisand), Losing My Religion (REM) e One Of Us (Joan Osbourne).
Se vc ainda nao assistiu ao episódio - baixe em RMVB ja legendado http://www.fileserve.com/file/AdXBaNd via (@vipseries)

Um ano com chuvas boas

Sumida das telas desde de seus 6 anos quando era uma das estrelas mirins (com Demi Lovato) da série Barney, Selena Gomez retornou aos holofotes em 2008 quando começou a fazer alguns "bicos" em séries e filmes do Disney Channel, como Hannah Montana e Zack & Cody; tendo a confirmação da sua presença artística com o papel principal de "Feiticeiros de Waverly Place" e "Programa de proteção para princesas" (onde volta a trabalhar com a melhor amiga).
E foi até que se tornou uma das queridinhas na nova geração Teen da Disney, gravando uma versão do sucesso "Cruella de Vil" de 101 dalmátas para Disney Mania 6. Logo, encontrou um terreno quase óbvio para lançar um cd.
Sua voz já foi comparada com as esquiletes na tentativa frustrada de fazer rockinho de menina, mas Selena Gomez lançou seu novo cd em um estilo um pouco diferente e garante um uso mais ideal de seus acordes vocais.
"A year Without rain" tem esse estilo dançante e até interessante, capaz de mostrar uma Selena rompendo com aquela menininha tentando se encontrar em "Kiss and Tell". O cd tem notas vibrantes e está longe de ser um experimento, ele está próximo de uma confirmação de estilo, acredito e arrisco, dizendo que "A year without rain" ("Um ano sem chuva") faz alusão ao fracasso de vendas de "kiss and tell" e também ao péssimo feedback de criticas que ele teve.
Os clipes em fundo azul e/ou com as luzes fora abandonados e histórias contadas em 3-4 minutos de figurinos, cenários e figurantes, marcam esta fase mais mulher de Selena. Neste segundo projetos ouve-se uma fusao de dance e um uso mais inteligente de técnicas digitais, que no primeiro cd era usadas para corrigir as falhas de vocalização dela, provando que ela nao estava preparada para um cd. Selena canta realmente neste segundo album e nao inventa agudos e/ou graves que estão fora do seu alcance (escolha inteligentíssima!). Ela também colocou elementos de suas raízes quando arriscou uma versão em espanhol muito bem sucedida de "A year without rain" (single).
O cd foi lançado no dia 21 e até na capa nota-se uma mudança, ela perdeu o tom de "quero ser rockstar" e aceitou ser diferente de Demi Lovato (que tem um estilo mais rockinho/girlpower) migrando totalmente para pop/dance. Atitude louvável, aceitar o fracasso e reformar o seu estilo.
Dou ênfase nas faixas: A year without rain, Rock God, Intuition, Ghost of you e Un Año Sin Ver Llover.
1 Round & Round
2 A Year Without Rain
3 Rock God
4 Off The Chain
5 Summer’s Not Hot
6 Intuition
7 Spotlight
8 Ghost Of You
9 Sick Of You
10 Live Like There’s No Tomorrow
11 Round & Round (Dave Aude Radio Remix)
12 A Year Without Rain (EK’s Future Classic Remix – Radio Edit)
13 A Year Without Rain (Spanish language version)
http://megaupload.com/?d=TLK3HEBK -> link para baixar o cd