Speak out loud

Taylor Swift lançou no ultimo dia 25 o seu novo cd, Speak Now. Fazendo o gênero menina prodígio, com suas letras maravilhindas e adocicadas, conquistou fãs em todos os cantos do mundo, inclusive fãs que não costumavam curtir country (eu sou uma dessas pessoas).

Taylor canta de um jeito suave e é tão fofa como cantora, quanto consegue ser ao criar suas canções. Mais ainda, essa loirinha, no auge de seus 20 aninhos (ela faz aniversário no dia 13/12 - um dia antes de mim *-*) conseguiu muita fama e fortuna, sem nunca esquecer de onde veio e tendo certeza de onde está indo dentro da indústria musical. Também é digna de grande palmas por ter tentado fazer cinema, (apesar de eu achar melhor que ela fique na musica mesmo) e ainda por não ter se acomodado totalmente com seus fãs e seu estilo.

Nesta nova empreitada, Taylor flerta intensamente com um gênero um pouco mais melódico e pop do que nos CDs anteriores (o que eu tenho q ser sincera, não gostei muito). Speak now, no entanto, está longe de ser uma novidade, estando dentro do esperado

(não sei se pode-se dizer que isso é uma ótima coisa), fato é que a queridinha do country encontrou espaço para músicas marcantes, também, nesta tentativa segura de continuar com a carreira em alta.

Speak Now não chega aos pés de Fearless, sendo aqui muito sensata, tenho escutado o cd dela desde do dia 25 direto no carro, e apenas algumas músicas me trouxeram aquela vontade louca de aprender o quanto antes as letras para cantar junto com ela com o vidro baixo do carro em certa velocidade.

Pelo menos fica bem evidente que Taylor amadureceu bastante, tanto como compositora, quanto cantora, o que é excelente. Neste cd ela não fala mais daquele amorzinho bobo da infância e adolescência, que teve medo de se declarar, do namorico que termina em separação por causa da faculdade, não, nesta empreitada, ela demonstra musicas um tanto quanto reflex

ivas e auto-explicativas, de teor pessoal muito mais intenso, o que merece bastante crédito, pois mostra que ela percebe-se como uma artista em crescimento, profissional e pessoal.

Dou um crédito extra pela arte da capa, mal posso esperar para checar o encarte, já que os dois CDs anteriores deixam quem curte fotografia impressionadamente deliciado pela criatividade fotográfica e artística da composição deles.

O primeiro cd da Taylor ela era uma menina, prodígio, heheh, que teve a oportunidade de gravar um cd para uma industria que caçava novos talentos, e que pudesse inserir-se em vários meios; em Fearless ela se torna mais segura e madura, sendo capaz de lotar grandes estádios em concertos intrigantemente fodásticos (sim, é preciso tirar o chapéu para a presença de palco da magrinha). Depois de Fearless ela ficou com a carreira praticamente consolidada com fas de carteirinha que não a abando

nariam por nada no mundo. Em Speak Now a menina que cantava Tim McGrow cresceu e quer mostrar isso.

Deixo para quem quiser baixar e escutar, dando ênfase nas faixas, “mine”, “speak now”, “Dear John”(parceria com Selena Gomez), “The story of us”, “Innocent” e “Haunted”.

1- “Mine”
2- “Sparks Fly”
3- “Back to December”
4- “Speak Now”
5- “Dear John”
6- “Mean”
7- “The Story of Us”
8- “Never Grow Up”
9- “Enchanted”
10- “Better Than Revenge”
11- “Innocent”
12- “Haunted”
13- “Last Kiss”
14- “Long Live

http://www.enterupload.com/hiu7xnay56sx/Tail_www.BaixarMp3.net_.rar.html

Share:

1 Falas

Mesa de Café da Manhã. Tecnologia do Blogger.