Eu posso viver sem voce, mas nao quero!

A luz na torre do relógio era baixa como sempre. Oráculo trabalhava incansável na busca de vilões na grande Gothan, enquanto Caçadora, Canário Negro e Zilda trabalhavam nas ruas. Pelo fato de ter ficado paraplégica, Barbara abandonara o uniforme de Batgirl e agora se encontrava usando seu outro superpoder, a inteligencia.
Mas nao perdera os sentidos bem treinados por Batman, na verdade eles eram ainda mais aguçados.
-Você nao é muito sutil! -ela disse para um vulto que se materializava ao seu lado.
-Barbara...
-O que faz aqui?
Asa Noturna se aproximou dela e sentou em uma cadeira a sua frente para ficar da mesma altura que ela. -Vim aqui...por que preciso conversar com voce...você é a única pessoa que me acalma.
Barbara virou a cadeira de rodas e o encarou. -E o que aconteceu? -ele nunca conseguia esconder o interesse que tinha por Dick, muito menos a preocupação e a atenção.
-Você sabe que quando viajamos entre o contínuo tempo/espaço, acabamos vendo coisas de mais...nao?!
-Você quer uma explicação do qeu aconteceu? -ela perguntou pegando um de seu milhoes de teclados e ja começando a digitar alguma coisa.
-Nao...-Dick tirou o teclado do colo dela e segurou suas maos. -Eu vi uma coisa...no futuro.
-Dick, isso é perigoso! Mexer com o tempo...isso pode acarretar sérias consequências...
-Eu estava casado...com Estelar! -Dick interrompeu-a bruscamente.
De repente os flashes de lembranças nao tao distantes pipocaram na mente da ex batgirl. Lembrou-se dela e Dick juntos, da alegria do apartamento novo, do Coringa invadido sua casa, do tiro, dela se jogando na frente, de como tudo aconteceu depois disso...ele...dizendo adeus. Dele com Estelar...
Ela precisou fazer força para esconder as lágrimas que ja lhe subiam aos olhos e começavam a embaçar seus óculos. E usou o que restava dela para dizer. -é...bom, vocês ja ficaram juntos um tempo, e me parece que estao de novo...acho que isso é a ordem natural das coisas...
-Barbara...Adoro o fato de voce falar descontroladamente, mas dessa vez..eu posso falar? -Dick deu um leve sorriso de canto, quando a ruiva ficava com o rosto vermelho. -Preciso falar com voce sobre algo qeu sinto...sinto que nao é isso que quero, quero quero me casar com Estelar...
-Bom, sao vários futuros que existem, nada indica que seja, exatamente isso que vá acontecer. Todas as suas ações vao influenciar, sem contar que...-ela falava sem parar, até que percebeu o olhar de Dick, por detrás da máscara. -Desculpe...
-O que eu quero dizer, é que nao quero estar com Estelar, porque quero estar com voce!
Oráculo ouvira certo? Ele realmente dissera que qeuria ficar com ela?
Ela girou a cadeia de rodas e baixou a cabeça. Tirou os oculos e nao encarou Asa.
-E...Barbara?! -ele tentou, inutilmente. Olhou ao seu redor. SAbia respeitar o espaço dela.
A verdade era que Dick sempre se sentiu culpado por ela ter se atirado em sua frente quando Coringa tentou matá-lo. Quando disseram que ela nao andaria mais, ai mesmo qeu seu coração entrou em frangalhos. Ele achava que seria melhor sumir da vida daquela qeu ele teria sido a razao de ter sido destruida.
MAs ela sempre fora uma vencedora, e agora era a Oráculo, e todos a respeitavam tanto quanto, ou mais, do que a uma combatente física. Ele se levantou.
-O que te fez perceber que era a mim que voce queria?
-O que quer dizer?
-Estelar nao era mais tao bonita nesse futuro que voce viu? Era ela quem ficava inválida naquela realidade? O que?
-NAo sabia que voce pensava essas coisas de mim! NAo sou supérfulo!
-Como que eu nao ai pensar?! Voce me deixou porque nao aguentava ter uma paraplégica ao seu lado! -as lágrimas caiam pesadas sobre o delicado rosto dela, enquanto Dick nao dizia nada. -Vê?! Você nem consegue responder...
-Que tipo de pessoa voce me tem por...-ele baixou a cabeça e forçou o queixo de Barbara para encará-lo. -Você nao acredita no que diz,, mas mesmo assim, desculpe se fiz voce duvidar do meu amor por ti...eu terminei com voce por que nao queria vÊ-la forçada do lado daquele que foi o culpado de ficares assim...achei que seria o melhro para voce! -ele soltou delicadamente o queixo da ruiva e se encaminhou para a porta. -Desculpe.
Em um quarto de segundo. -DICK! -ela gritou em um grito alucinado. -Desc...
-Shiii! Como voce consegue ser tao boba?!

__
Essa história é baseada nos personagens Asa Noturna e Oráculo dos quadrinhos da DC (que eu sou alucinada) e o diálogo lembra bastante o diálogo que de fato aconteceu em uma das revistas (desculpe, nao lembro o número). Logo apos a crise infinita de 2008.
Achei a imagem da edição e TINHA que fazer um fic desse.

Share:

0 Falas

Mesa de Café da Manhã. Tecnologia do Blogger.