Sábado no Salão de Beleza



Qualquer pessoa que já foi a um salão de beleza, especialmente num sábado, deve ter se percebido de personagens característicos, e se nao se percebeu, leia o texto a seguir e me diga se nao se lembra?
Começamos pelos cabelereiros. Sempre há um homem (podendo ou não ser homossexual), mas no geral não são nem bonitos para se dar uma limpada na vista.
Então temos um ambiente que, além de ser cheio de mulher, ainda temos que ver um homem, normalmente um filho único, que nem bonito é! Isso devia ser ilegal!
Outra verdade é que nenhum dos cabelereiros têm o cabelo bonito, a maioria tem os seus pintados com uma cor que nao combina em nada com eles, além daquele aspecto de "rato na manteiga" -cerca de 50% dos cabelereiros- ou a segunda opção, ultra-seco -os outros 50%-, o que nos faz duvidar imensamente se devemos ou nao confiar as nossas madeixas àquelas mãos!
Daí encontramos as manicuras (é esse o correto) e com elas temos duas categorias: ou elas falam pelos cotovelos, contando para a cliente toda a sua existencialidade, além de dar piteco nos problemas da cliente, caso a mesma divida algo com a moça das mãos e pés. Esse tipo de manicura se enquadra na mesma categoria que os taxistas, barmans e psicólogos se enquadram.
E a segunda divisão: a calada/monossilábica. Esse tipo responde aos questionamentos com murmúrios, sons guturais e mexidas na cabeça. Elas dizem que se atentam ao trabalho, mas na verdade só existem duas explicações: 1 - Elas ja ouviram tanta porcaria que perceberam que se ficarem calada, vao se livrar das ladainhas. E 2 - Elas nao conseguem fazer duas coisas ao mesmo tempo.
Depois vamos fazer um panorama das clientes. Esse espécime tem uma variedade de versões apreciável, no entanto vamos dividi-lo de maneira didática, lembrando que esses tipos podem se encontrar e formar um ser híbrido.
1 - A cliente habitual: ela conhece todo mundo do salão! Esse tipo é caracterizado por ter um cabelo de seda e gastar 1/3 do seu salário no estabelecimento, uma vez que o frequenta de 15 em 15 dias. É a única cliente que pode, com certeza, dizer qual o melhor cabelereiro e a melhor manicura. Além disso ela sabe de todos os acontecimentos, e fica desfiando um frango com a manicura "bem informada".
2 - A cliente rancorosa: Ela, normalmente, tem um cabelo dificil, nao necessariamente feio, só complicado. Esse tipo de cliente costuma andar por todos os salões da cidade até achar um que consiga domar a fera. Essa cliente é otima para bater um papo e descobrir os salões da cidade que nao prestam e os que sao muito caros!
3 - A cliente negociadora: Gosta de pagar o atendimento com dinheiro, entao leva contado, no entanto sempre se encontra com vontade de fazer mais alguma coisa e tenta convencer a sua atendente a fazer um "desconto camarada". É caracterizada pela mao fechada que nao abre nem para dar tchau.
4 - A cliente família: sempre leva consigo alguém da família e normalmente alguém que odeia profundamente aquele local! Se for sua filha, a menina provavlmente, está olhando o local com desprezo mortal e pensando que poderia está até estudando! se for o marido/namorado/noivo/companheiro ele está revirando os olhos, pois o seu corte "máquina 4" não demorou nem 10 minutos, no entanto ela precisa contar tudo da sua vida para a manicura calada.
5 - A cliente novata: Normalmente vai ao salão somente em alguns momentos do ano, -aniversários, casamentos, formaturas, Natal, ano novo - por isso acha ir ao salão de beleza uma aventura. Esse tipo é caracterizado por optar pelo corte tradicional, a super hidrataçao e qualquer coisa que facilite a sua vida de maneira que ela nao precisará voltar la tao cedo! É também muito encontrada de fones de ouvido, observando todo mundo la dentro, enquanto as outras clientes assistem ao "Melhor do Brasil" ou qualquer outro programa de auditório que esteja passando...

Share:

1 Falas

Mesa de Café da Manhã. Tecnologia do Blogger.