Sobre 13/03/2010



Entao, eu nao sei como se reporta sentimentos, visões e ações, principalmente num dos maiores e melhores momentos da minha existência.
Eu esperei por esse momento com esperança, alegria e muita expectativa e tive até medo de nao dar certo, ou de eu nao conseguir ir, mas aconteceu! E foi mágico! E foi inesquecível! Impressionante! O melhor show da minha vida!
Eu nao pude acreditar quando cheguei na area VIP, meu irmao estava completamente extasiado com a verdade de estar ali, e poder dizer: "To dentro, Caralho!"
Tomamos alguma coisa, mas a ansiedade era eternamente invasora, e mesmo com as duas bandas nacionais se apresentando nossas cabeças e corações estavam em algo maior. Estavam em poder gritar com todas as forças do pulmao: You're in the jungle baby! You're gonna die!
A primeira banda nacional que se apresentou, nao tem qualquer noçao de conquistar público! Nao fiz questao nem de saber quem eram =P e eu usaria adjetivos nada legais para me referir a eles, se eu fosse uma pessoa mal educada. E de qualquer maneira eles sairam sob vaias e xingamentos (fala serio! Ninguem chama roqueiro de farofeiro!).
DEpois veio o "Forgotten boys". Curti mt o som deles, e acho que é uma banda que promete nesse tipo de rock, aqui no Brasil. Achei o som deles um mistura interessante entre "Foo Fighters" e "McFly" e outras bandas de rock melodico e momentos de pontes selvagens. Eles conseguiram agitar um pouco a galera, mas nvoamente, todos estavam ansiosos para ver uma estrela bem maior!(vale a pena ir atras e conhecer o som deles).
Num momento de completa nostalgia aos anos 80, Sebastian Bach entrou. Skid Row começou a soar nos meus ouvidos, bem como o novo Sebastian, ou "Tião" como foi carimbado nos shows que fez no Brasil. Como eu disse, para as pessoas que nasceram na decada de 80 iria se sentir em casa no show dele, e eu concordo com o que algumas pessoas diziam no show "É uma das melhores vozes do hard (hair) core!". Fiquei muito fã do som dele! Super emocionante e mais do que tudo, é marcante.
Quando o show dele terminou, o palco estava sendo preparado para o Axl. Nessa parada, eu podia sentir a corrente eletrica que se passava em cada parte do meu ser. Estava proximo! Tao proximo que eu podia até sentir! Mas mesmo assim, estava distante!
O show atrasou quase uma hora inteira, só vindo a começar a 00:40h. Até agora nao sei exatamente o que aconteceu, mas sei de uma coisa, Axl é um cara super perfeccionista e se uma coisinha nao estivesse correto, tenho certeza que ele iria enlouquecer, virar as costas e ir embora! O que quase aconteceu em seguida.
Sentei por alguns momentos para descansar, minhas pernas estavam latejando do tempao que eu estava em pé. Alguns minutinhos se passaram e as luzes se apagaram completamente! De um por um os musicos começaram a entrar no palco. Meu coração acelerou enloquecido, na medida em que eu sentia que ele estava perto...
"Chinese Democracy" sob luzes vermelhas e faíscas de fogo, e algum ser, vindo das profundezas do inferno resolveu que seria divertido jogar uma garrafa d'agua no palco. Quase que a garrafa acerta Axl e ele quase vai embora, no entanto tanto esforço, tantos apelos da audiencia, fizeram com que ele continuasse.
Todos sabiamos onde estavamos, no entanto precisavamos ouvir ele gritando: "You know where you are! You're in the jungle baby!" e quando isso aconteceu, parece que todo mundo percebeu onde realmente estava! No show do GUNS!
Eu darei destaque às musicas que foram os destaques para mim, no entanto eu devo dizer que a tracklist foi perfeita! talvez seria ate mais se tivessem tocado "Don't Cry".
O pessoal pulando, no "Welcome to the jungle" parecia uma enorme onda de energia, que pulava ritmadamente ao som das guitarras e aos gritos de Axl. Já tendo percebido que estava realmente ali, "Better" tocou meu coração e a minha mente! Parecia que eu tinha tomado um analgésico que só o que eu podia sentir, era o som (que algumas pessoas insistem em dizer q nao é "guns n roses") caracteristico. E eu nunca vou me esquecer do rosto lindo do AXl dizendo "Now I know better, better!".
"If the World" é provavelmente, a música que os fãs de guns mais acham parecida com o som original da banda, nao é a que eu mais gosto, mas com certeza é uma das musicas de letras mais linda e pesadas que o Axl ja escreveu. É claro que nao se compara, nem nunca se comparará à "November Rain"!
A melodia corre nas minhas veias e a letra mora na minha mente! Se existe uma musica que na minha concepção seja perfeita, essa musica é, definitivamente, "November Rain". Ela desperta em mim, os meus sentimentos mais primários e necessitários. Ela me faz lembrar que apesar de só, nao estou só, pq "Everybody needs somebody, you're not the only one!" Se o Axl diz, entao eu acredito! (hauhauhauh).
Nao é dificil imaginar que eu chorei completamente envolvida ao som do solo que era uma das marcas do Slash, sendo tocado pelo Dj Ashba (nao tenho certeza se o nome dele se escreve assim...).
Antes de N.R tocaram o tema "You could be mine", foi divertido. O Axl realmente interpreta essa musica e com todo mundo gritando "You could be mine!!" ficou ainda mais divertido, talvez nem tanto quanto "Knockin' on heaven's door", ele lindo de chapeu de cowboy e eu senti que ele me encarava, quando parou bem na nossa direção. Mas mais do que isso, foi o seu sorriso ao ler de uma fã: "Mom, don't worry, Axl is watching me!".
Entre rosas, bichos de pelúcia e camisetas da selaçaõ brasileira que os fãs jogavam no palco, ele estava super sorrisos; mesmo quando falou do show particular que ele nao foi na boate do M. Mignion (ou sei la como se escreve o nome dele); ele riu e fez uma piada.
A minha musica predileta desse novo cd é com toda a certeza "This I love", e nunca tinha visto uma musica com letra e melodia tao pesadas desde de "Stranged". Passei a musica inteira choramingando e cantando junto, mesmo com um ser desprezivel que estava ao meu lado e tentava me empurrar (¬¬). Lembrei de uma pessoa muit especial que é tao doido por essa musica quanto eu, queria que pudesses ter assistido, foi um verdadeiro sonho!
A galera começou a gritar "Patience" e ele riu e disse "Ok! I heard!" e trocaram "Don't cry" pela musica do assovio. Só nao tenho certeza se foi uma boa troca...eu prefiro "Don't cry" pelo seu significado.
E mesmo depois de "Paradise City" que eu enlouqueci completamente: gritando, uivando, cantando e desesperadamente, pedindo que nao acabasse; eu ainda esperei um pouco, super esperançosa que eles voltassem e tocassem "don't cry" como um encore. Mas nao aconteceu.
Olhando no relógio, ele marcava 10 para as 4h da matina, do dia 14/03/2010, dia de voltar para casa, ir para o aeroporto e dizer Adeus a minha dupla honra e emoçao: Show do Guns e ainda, estar no campo do Palestra!
Para casa, eu levei uma bagagem cheia de memorias, uma camiseta e a pulseira da area VIP do show da minha vida, que pensando nao parece fazer juz a tudo que eu vivi e senti naquele sabado.
(Imagens: G1)

Share:

2 Falas

Mesa de Café da Manhã. Tecnologia do Blogger.