Posts mais lidos de 2010


01 - Os Sapatos Perfeitos - Parte II
02 - Os Sapatos Perfeitos - Parte I
03 -It Won`T Be Soon, Before U Put Ur Hands All Over Jane
04 - I`M A Gypsy
05 - Eu Posso Viver Sem Você, Mas Nao Quero!
06 - Carta Para Um Mestrando
07 - Promesse Française (Je Te Garde)
08 - Outono Pessoal
09 - Doce De Criança
10 - Speak Out Loud

2010 - retrospectiva


Sempre achei que tivesse mais sorte para numeros pares. Talvez seja por que o meu signo é de um mês par, ou talvez seja por simples e pura falta de imaginação que acredito que as melhores coisas e os anos mais marcantes sao aqueles que terminam com 0-2-4-6-8.
Superstição ou nao, fato é que quando eu comecei a pontuar as coisas boas que aconteceram comigo, elas passaram (e muito) das coisas ruins. E mesmo as coisas ruins que aconteceram, foram positivas quando foram capazes de me ensinar alguma coisa.
Certa de que este blog é muito mais do que simplesmente um diário pessoal, eu pensei reparei que nele contem todos os momentos em que foi necessário de fazer legendário na minha mente. Entendo e espero que vocês também possam entender, que o que eu sou é exatamente isto. Sou as palavras, sou as licenças poéticas, sou a solidez do tecido que é construido a partir de palavras, aparentemente desconexas.
E por assim vai.
*Caro leitor, este post é relativamente grande, então se você nao está interessando, não se preocupe que nao ficarei chateada
Para começo, eu lembro-me exatamente o que prometi a mim mesma no começo do ano (aqui) e sim, acho que em parte conseguir chegar perto da minha proposta. Foquei mais em mim, acorrentei lados soltos da minha vida e mais ainda, entendi certos erros que cometera no passado. Erros que, por causa do que prometi a mim, não os cometi mais.
Agora incrível ter essa coisa de ter deixado de acreditar em romance. Sim, no começo do ano eu me despedi de um relacionamento em potencial (aqui) para tentar investir em um sentimento fugaz (aqui e aqui), justamente por este medo irracional de se apaixonar, e mais o medo irracional de magoar os outros ao magoar a mim mesma. Parece complicado de mais para se entender, no entanto se um dia passarem por algo parecido saberão do que eu digo.
E ao mesmo tempo em que me encontrava pessoalmente nesta sinuca de bico, também parecia meio perdida no que eu mesma sentia. Via o mundo de maneira meio errônea, mesmo não querendo ver. Passei boa parte do ano que passou e metade deste ano tentando parar de usar uma máscara de pessoa perfeitinha e ironicamente, a mascara que eu mesma construí ao longo dos meus 19 anos (aqui).
No mês de março, no entanto, eis que tive um dos melhores momentos de toda a minha existência. O show do Guns! (aqui) Este será sempre um momento lembrado por mim como: 1- um sonho realizado e 2- o momento em que a minha vida começou a se transformar. É loucura dizer isso, mas depois do dia 13 de março e a partir das musicas, que ha tanto tempo eu ja conhecia de cor, eu consegui me situar. Encontrar-me dentro desse globo terrestre lotado de pessoas meio estranhas e ao mesmo tempo tao conhecidas.
O mês de abril foi um mês basicamente auto-analítico, uma vez que serviu para eu encontrar certa razão nas coisas que me aconteceram, e nas que eu achava confusas de mais para tal. Em abril, eu pude pensar um pouco sobre o romance (aqui), sobre um desejo inenarrável de agarrar um cara que estava afim (aqui); sobre a resposta de Cambridge e como ela poderia me salvar de uma insanidade que parecia me rondar (aqui e aqui) e por fim, sobre como eu percebi que estava passando por mudanças, minhas folhas mudavam, caiam e se renovavam. Foi ali que encontrei a minha verdadeira virada (aqui).
Em maio me encontrava no limiar da alegria insana por ter conseguido a oportunidade para escapar e da tristeza quase irreparável por ter sido pega, novamente, pela efemeridade do tempo (aqui e aqui) impressionada sobre as minhas próprias fraquezas, me achava boba por querer sonhar com alguém que se apaixonasse por mim, tinha aceitado a minha condção de cigana.
Mas como as coisas acontecem nas nossas vidas é simplesmente muito engraçado.
No dia 12 de maio apareceria para mim um sol que se tornou capaz de derreter um frio que eu pensava ser inexistente na minha vida (aqui). E ainda que corresse desesperada da possibilidade de me apaixonar (aqui), pensava sobre ter esperanças, sobre querer algo e ser capaz de correr por ele (aqui).
Maio foi um passo enorme para mim quando me percebi, finalmente, me libertando de amarras do passado e aceitando açoes e sentimentos que pareciam sem sentido (aqui).
No mes das surpresas, junho me reservou, como principal ponto ele. Meu sol que voltou a brilhar. E a brilhar forte sem desistir até que derretesse aquele gelo maldito e pudesse me esquentar com o seu calor cálido e seguro. Em uma das nossas primeiras conversas, ele simplesmente disse: "Você sabe que nao precisa ser forte e durona o tempo todos, né?!". É. Agora eu tenho certeza disso. (aqui, aqui e aqui) - Eu encontrei o paraíso.
Encontrei a primeira parte deste paraíso em julho, quando fui para a Europa. Julho me reservou tantas surpresas que é quase uma sacanagem e injustiça se tiver que pontuar todas, já que acabaria me esquecendo de alguma, mas eu diria que julho marcou três grandes momentos no meu ano. 1 - eu me encontrei como alguém que estava se apaixonando (aquiaqui e aqui) 2- a conexão (aqui e aqui) e 3 - Wicked. (aqui)
Londres para mim...(aqui)
Mês um pouco apaixonado de mais, agosto marcou, principalmente o começo de uma nova vida para mim, pelo menos se comparada a como ela era no começo do ano. Agradeço isto, principalmente a ele, que nunca desistiu de mim e que faz meu mundo girar, toda a vez que nos beijamos (aqui, aqui, aqui e aqui). E ao mesmo tempo eu enfretava o meu primeiro Não (aqui).
E me apaixonava mais e mais, por este que parece ter me salvado da insanidade, comemorando bodas de meses de uma celebração que pretende completar 100 anos (aqui, aqui, aqui e aqui), e ainda sofro de amor feliz (aqui).
Passei por duas grandes frustrações acadêmicas (aqui e aqui) e uma envolvendo a amizade (ou a falta dela)(aqui), mas em nenhum momento, como aconteceria no passado, passei a me enclausurar entre sonetos borrados de lágrimas e incertezas tristonhas.
Então neste final de ano, no dia do meu aniversário eu estava feliz (aqui). Estava satisfeita. Estava como forma de dizer, pois ainda estou. Vivo muito mais contente com a minha vida e espero que isto continue caminhando desta maneira.
Assim, para 2011 (por ser um numero impar) nao vou fazer planos os quais nao conseguirei atingir. Quero continuar sonhando, quero continuar acreditando e mais do que tudo, quero continuar amando.
Amando as pessoas que me amam (sabendo distinguir aquelas que somente fingem sentir isto por mim), amando minha imperfeições, amando minha personalidade (loka personalidade), amando meus amigos, meus suportes (minha familia), amando aquele Nilo Love que tanto me ama (bastante *piada interna*) e me quer bem;
Correndo o risco de me repetir e até parecer egoísta, ME amar será a prioridade no próximo ano. Quero bem a mim, quero minhas realizações, meus desejos, minhas identidades, meus caminhos. Quero o que será bom para mim e o que será meu.
E a todos vocês, muito obrigada por terem me acompanhado nesta viagem de 365 dias. Espero poder contar com vocês no ano de 2011...

De B, Para S.

Parte I 
Amigas - Chiquititas 
Não há memória
Onde não apareçam
E nem lembranças
Em que elas não estejam
Tanto nos dias tristes e felizes
Foi com elas que eu ri e chorei
Se estou longe as sinto por perto
Nunca ninguém vai nos separar
Elas guardam
Todos meus segredos
É um tesouro a nossa amizade
Amigas, amigas
Companheiras da minha vida
Amigas
Com vocês eu inventei
Um mundo de carinho
A dividir com vocês
Amigas
As melhores que sonhei
Amigas, amigas
Presentes da minha vida
Amigas
Com vocês eu aprendi
Que juntas
Jamais seremos vencidas
Amigas
Amigas para sempre 

Muito sério que eu vou postar uma música das Chiquititas, mas m desculpem se vcs nao gostam, nao há maneira melhor de homenagear esta pessoa que é minha amiga desde que dançavamos "mexe mexe", sonhando em ser gente grande e cantando sobre como seríamos amigas para sempre.
E somos. E seremos.
Pois 10 anos se passaram e olhe para nós, organizando festa do pijama, inventando coreografias e virando a noite entre jujubas e conversas risonhas e altas.
Contando segredos cheios de esperança ou mesmo cheio de bobagens, mas sempre confiando uma na outra. É um tesouro a nossa amizade e sinceramente, ele está muito bem guardado em um lugar que poucos têm acesso.
S., te amo muito amiga, te desejo toda a felicidade do mundo. Eu sei que esta nao é uma carta de três páginas, como a que você me escreveu de aniversário, mas o que contém neste post do meu blog é muito mais do que simplesmente um beijo e um abraço, é todo o meu amor e consideração por tudo que passamos juntos. Desde as óperas, até correr para conseguir arrecadar alimentos para a gincana do colégio; desde a morte do seu avô, até os olhares sonhadores perto do vestibular...sim, estava lá e estarei sempre, mesmo que você nao queira ;D

O que queremos


Pois é, o Natal... já fizeram as suas listas para o Papai Noel? Já compraram os presents para as pessoas amadas? E os créditos de celular para ligar para o galerão da sua lista telefônica?
É, mais um ano que chega ao seu ápice da alegria, contentamento (ou não...). O Natal é aquele momento em que parece que todos nós gostaríamos ter uma família parecida com aquelas norte-americanas vendidas enlatadinhas para a gente.
Queríamos a lareira, a arrumação da árvore de Natal, as canções típicas como jingle bells e joy to the world.
O Natal que nós queremos, no entanto, deve ir além das visões fabricadas das familias felizes usando suéteres vermelhos que foram tricotados pela matriarca da família.
Queremos um natal mágico, onde se torna possível se livrar de seus medos, investir em novos sonhos e reacreditar neles.
Queremos um Natal que seja mais significativo do que aquelas pessoas, por vezes hipócritas, que vemos uma vez ao ano; nos alfinetando sobre aquele namorado que nos maggou, sobre o peso que ganhamos ou que nos compara com o mais bem sucedido primo da família.
Queremos um Natal que o ponto auge seja o estar em família e se divertir entre os entes queridos, e não a abertura dos presentes, entre caras 'desapontadas', por não ter ganhado um iPhone, e sorrisos sinceros, ficamos confusos sobre quem gostou, ou não, do que ganhou.
Queremos um Natal que se compreenda um sentido diferente de se dizer "Feliz Natal", que este transmita o verdadeiro amor.
Queremos um momento que dure para sempre em nossas recordações, sobrevivendo a distância e a saudade.
Ou pelo menos era isso tudo que deveríamos querer...
Mas queridos, eu os desejo verdadeiramente um Feliz Natal. Torço para que todos vocês alcancem aquele sonho que vocês sempre quiseram, e que este não seja apenas um sonho mercadológico.
Acima de tudo, que não restem duvidas do que vocês querem, e que se ainda restarem, que vocês encontrem sabedoria para decidir. Desejo também a sorte, atrelado ao amor.
E aqui vai uma dica que talvez torne a sua ceia um pouco mais incrível: ao invés de se isolar com aquele primo que voce julga ser o único que é possível manter um diálogo, tente conhecer os seus parentes. Está certo que existem aqueles que não fazemos muita questão de ver, mas acredite em mim, o tempo é efêmero demais para picuinhas que podem ser ultrapassadas facilmente, como a sua chateação com aquela tia, por que ha dois natais ela disse que você engordou.
Um enorme beijo para todos, e lembrem-se que a vida prega peças bem interessantes. Espere o inesperado neste e nos próximos Natais.

Carta para um mestrando


Parabéns pequeno gafanhoto fortinho!
Ainda nao sabemos, oficialmente quanto que você vai tirar, mas venho atraves desta *piada interna* para te dar o meu carinho e voce ter prova (para caso, no futuro eu te processe por qlqr motivo que seja) do quanto você é importante para mim.
Indo para um passado nao tao distante você, meio temeroso, deixou que eu me tornasse sua amiga. Na vrdade voce nao tinha muita escolha, hehehe, mas pensando sobre issome surpreendeu o quanto nos tornamos unidos em pouco tempo de amizade.
Entre os "F" suspensos (pleft!), entre risadas boquiabertas de alegrias insanas e infantis e entre filmes, episodios de simpsons e musicas que influenciaram nos nossos gostos.
Foi divertido inclusive, formar com você uma especie de casal, o qual nao conseguiu ser mais do que isso. Continuamos amigos e nos apoiando como sempre.
Adorava nossas infinitas conversas de fechar o estacionamento da universidade ou de virar a madrugada (ouvindo, por sinal, mais de 5 vezes "Hoje eu to solteira") entre os "Icoaraci, bora" e o "mas tu sabes que na pós-modernidade...".
Sentirei sua falta, imensa falta, quando fores para o mestrado, prepare-se para receber ligações insadecidas minhas para um desabafo, um conselho e/ou saudades. Ligarei por novidades, ligarei por necessidade, ligarei por alegria e também infelicidades. Sempre precisarei da sua amizade e voce sempre terá a minha!

Ah adorável pessoa que eu tenho o prazer e a felicidade imensa e quase insana de dizer, TE AMO MEU AMIGO!
_
[espaço para colocar o futuro 10. bem como a retratação com os resultados dos mestrados ;D]

2.0

Parte I
Dizem que quando chegamos a determinada idade, encontramos uma certa dificuldade de acreditarmos nas pessoas, de pensarmos em divertimento com inocência, sem loucuras por demasia selvagem, que não mais desvencilhamos o ser feliz do ter dinheiro.
Dizem que quando esta fase chega, você pára de aproveitar as pequenas coisas da vida, de se sentir mais feliz simplesmente por acordar cada manha e ver o sol nascer. Quando nos damos por vivos a vida acabou passando rapido de mais, que vivemos tudo rapido de mais e experimentamos tudo rapido de mais.
Nao, nao é um discurso moralista que cheira a hipocrisia, esta a minha opinião, antes de mais nada. Depois que estou fazendo uma reflexão pessoal do que entendo por chegar a esta fase que muitos consideram ser a melhor fase, a segunda década de vida.
Ter 20, por enquanto nao me parece tao diferente de ter 19, ms este novo modo de viver está so começando e como tal, promete muitas realizações e muitas alegrias (tmb frustrações, pq nao?!) e alguns momentos de completo extase.
Eu posso passar por milhoes e aniversários, o que eu nunca irei perder, no entanto, é a minha essencia. A essencia de moleca, essencia de celta misturada com brasileira, essencia de sonhar e de ser exagerada.
Serei para sempre uma princesa da Disney, vestida de Peter Pan que dirige um crro e tem um emprego.

Parte II.
Escrita pelo meu namorado a história a seguir, é na verdade mais uma de uma série de outras que ambos escrevemos com o passar do tempo.

A menina, pequena e delicada acordava com certa calma, para nao fazer barulho. Saiu de seu quarto roxo e com borboletas, em direção ao cômodo vizinho. Ao entrar naquele espaço pintado de azul e repleto de livros, apressou-se em chamar aquele rapazinho de cachos e juba de felino; pois ja estavam atrasados.
O menino espreguiçou-se e partiu para a cozinha. Necessitava terminar aqueles alimentos com banana, suco de laranja, matutinos. A menina retirou um buquê de margaridas do seu guarda-roupas, carregado de vestidos, sapatos e perfumes, com leve velocidade e assim, ambos terminaram suas tarefas.
Reuniram-se em frente ao maior lugar da casa, o quarto de História e Comunicação.
Daquele lugar, a porta se abriu. Os garotos se entre olharam com recei de ter dado errado a idéia, mas suspiram em alívio. Um senho, de oculos e levemente calvo espremeu-se na brecha da porta para nao fazer barulho.
Ele olhou para os dois, a menina com as flores e o menino com uma bandeja de café-da-manhã e deu um sorriso torto.
Retirou do bolso um livro, que de forma secreta tinha produzido, moderno de capa verde com o título "A princesa e o plebeu". E assim os tres se posicionaram abrindo a porta.
Todos chamaram pelo nome daquela mulher jogada na cama. Ela acordou com o susto e tonta. Os três responderam em coro: "Feliz Aniversário!"
(e o livro de capa verde se fechou pela enésima vez).
-Obg meu amor, pela linda história. Te amo! -

Parte III
Mt obrigada a todas aquelas pessoas lindas que me mandaram congratulações de coração. Para mim foi muita felicidade ser lembrada por tantas pessoas maravilhosas como vocês. Mt obrigada mesmo!

Doce de criança

Parte I
Sabe quando alguma criança recebe o seu doce favorito? Ela te olha com aquela expressão de imensa felicidade. Ela te faz sonhar com um mundo mais alegre e mais colorido, pois ela consegue sorrir com o olhar. Ela parece estar realizada e acima de tudo, parecia ter a nítida impressão de que nada poderia dar errado.
Se dedica a lamber e a cuidar daquele doce, como se ele nao fosse acabar, regra até o ultimo grão de açúcar e relambe-o de maneira contínua. Sonha em ter naquele doce a sua alegria açucarada, seus sonhos de jasmine, seus desejos para se realizar.
Quer ter certeza de que este doce é importante e quer fazê-lo parecer tal importante, então trata-o com esmero e dedicação, tenta sempre fazer o seu melhor, tenta sempre querê-lo mais, provar para si que merece aquilo, também.
E ela se arrasa procurando por motivos, saidas e toques, que possam mostrar alguma coisa de diferente para ela, dando-se dar presentes em um pedaço de glacê ou de chocolate. Tira pedaço, corta pedaço, retoma o que em deveras é seu.
Se ela recua nao é por medo, mas por cautela, se ela avança nao é por ansiedade, é por excitação.
Só que quando tiram o doce da criança ela chora, ela se entristece, ela cresce.
Chora por nao saber o que fazer, chora por se sentir fracassada e perdida sem aquele doce. Chora por sentir que tiraram uma parte dela, um pedaço dela.
Entristece, pois parece que o mundo ficou mais amargo, parece que o que estava pronto e bom para ela, na verdade nada mais é do que algo industrializado e pre-fabricado. Ela percebe que o mundo é agridoce, e só ai que ela cresce.
Cresce envolta de pessoas que ela fica com vergonha de desapontar, cresce acuada por ter perdido aquele doce que tinha conseguido e que tinha dado tanta alegria anteriormente.
Cresce segura por algumas mãos que também nao entendem o que aconteceu, do porque dela ter perdido aquele doce, do que por que de terem lhe tirado algo tão açucarado, mas de uma certa forma cresce temerosamente sozinha, pois sabe o quão fundo e vazio aquele buraco no seu peito é, e o quanto esforço e carinho tinha colocado para merecer aquele pedacinho do seu doce favorito.
Mas cresce. Para melhor, se possível...
_
Parte II - mensagem direcionada por segurar a minha mão, e por ter tirado um pouco do peso dos meus ombros. Como disseste, não gostarias de verdade de mim se estivesses apenas nos momentos bons, alegres e de sucesso. Provaste de todas as maneiras o que disseste, muito obrigada por estar ao meu lado ao passar pela perda do meu doce...Obrigada mesmo!

Eu estou lá por você
Não importa o que
Eu estou lá por você
Nunca desistindo
Eu estou lá por você
Por você

I'll stand by you - The pretenders
Oh, porque você parece tão triste?
Há lágrimas nos seus olhos
Venha aqui e venha comigo agora
Não tenha vergonha de chorar
Deixe-me ver você por inteiro
Porque eu já vi o lado escuro também
Quando a noite cai sobre você
Você não sabe o que fazer
Nada do que você confesse
Pode me fazer te amar menos
Eu estarei com você
Eu estarei com você
Não deixarei ninguém te machucar
Eu estarei com você
Então,
Se você está triste, fique triste
Não guarde isso dentro de você
Venha aqui e fale comigo agora
Mas hey, o que você tem para esconder
Eu fico brava também
E eu tenho muito a ver com você
Quando você está numa encruzilhada
Não sabe qual caminho escolher
Deixe-me ir junto
Porque mesmo se você estiver errado
Eu estarei com você
Eu estarei com você
Não deixarei ninguém te machucar
Eu estarei com você
Me deixe entrar na sua escuridão momentânea
Eu nunca irei abandonar você
Eu estarei com você
E quando,
Quando a noite cair sobre você, baby
Você se sente completamente só
Caminhando com você mesmo
(Repete)


Obrigada por tudo!

Trio Dual


Éramos ousadas e quebrávamos regras, sempre juntas afim de uma aventura quase condenada. Condenada às nossas loucuras desvairadas. Sonhávamos sonhos grandes que pareciam insaciáveis diante da nossa vontade de sermos tão felizes quanto podíamos.
O horizonte era tudo aquilo que nos esperava, entre trancos e barrancos simplesmente continuávamos caminhando como se nao houvessem erros e tropeçoes, pois no fundo queríamos que estes erros e tropeçoes significassem que estávamos chegando mais perto.
Hoje pensamos: chegando perto de onde?
Não, não se trata de uma mera confusão existencial, pensamos apenas no que está acontecendo?! Somos a sombra daquilo que éramos? somos o desenho tracejado dos sonhos tínhamos? ou acabamos por nos tornarmos aquilo, exatamente aquilo, que merecíamos?
Merecer. Muito nos disseram sobre o fato de você colher o que planta, mas nao deixo de me perguntar até que ponto isto é verdade, ou apenas mais um jogo de controle sobre a pessoa que estamos nos tornando. Uma pessoa socialmente aceitável.
Bom, fato é que brincávamos de ser gente do mundo, quando na verdade nao sabíamos o que isto significava, agora nos deparamos com responsabilidades que nao sabíamos que existia, que nao sabíamos que nos pertenceria algum dia. Algum dia.
Dois anos se passaram desde aquele dia do resultado em que eu chorei infaltilmente ao vê-las, dois anos e nós seguimos dispersas em caminhos que se cruzariam mais se tentássemos mais.
Duas salvam vidas e uma escreve sobre as vidas; duas usam jalecos e uma usa um caderno. Parecem tao diferentes do que eram.
Eram um trio. Tinham momentos de insanidade completa de sair para comprar cd, tinham momentos de total inquietação quando choravam umas com as outras pelos moleques que se apaixonavam. Sofriam juntas com problemas familiares e escolhas enganadas. Compartilhavam aquele olhar ácido, histórias malucas de uma dinossaura que se drogava e um porquinho de braço quebrado. Riámos da cara do professor de matemática e fechavamos os olhos na aula do professor de biologia.
Era o nosso trio, tudo a gente sabia e tudo a gente dividia.
Tinhamos várias certezas, menos a de que de três alguém não mais dançaria no pub com a gente. De três uma teria tantas questões para resolver, que nao teria tempo para a gente. De três, uma nao saberia os nossos telefones e quase nao reconheceria a nossa voz. De três, uma nao conheceria o meu principe encantado no mesmo dia que a outra. De três uma teria que fazer o possível para voltar para a vida das duas que nunca se separaram.
Será que voltaremos as tarde entre quitutes da Tia Tereza? Será que voltaremos às alegrias quase distorcidas de estarmos uma na cmpanhia da outra? Será que voltaremos a dizer: "Três amigas..."?
Dual é bom, mas três, neste caso, é melhor.
p/LCM

Novo Layout 2

Quem nunca olhou para o desenho de meninas perfeitas dos anos 1940, com curvas e decotes generosos, rosto angelical e sorriso malicioso, e desejou ser uma delas?
Não sei dizer ha quanto tempo que eu me inspiro em pin-ups, mas sei que isto existe ha algum tempo. A idéia para a repaginada no Breakfast para o ano de 2011 veio, na verdade, delas, e por isto que eu escolhi este template do btemplates.com para utilizar.
Depois resolvi misturar um pouco da minha paixão pelas divas com a minha paixão por fotogragia "girlie", quem nao sabe a fotografia "girlie" são estas que normalmente eu uso para complementar meus posts, com modelos em roupas românticas, sol, fim de tarde e poses mega-fofas. Então, para conseguir esse efeito mistureba eu peguei vários elementos do site dolliecrave.com e os adaptei para que ficassem de acordo com o blog. (então todo o material usado está sob os direitos autorais).
Agora deixa eu explicar as várias mudanças que aconteceram na casa:
Logo em cima voce vai perceber uma caixa de cópia com o meu novo banner. Se você estiver interessado em me linkar, ou seja, fazer parceria com o meu blog é só você copiar o link da caixa em branco e colar em um widget novo no seu layout.
Descendo temos uma barra de buscas para o Google.
Depois o meu perfil, seguido de quatro botões que ao clicar neles, te levará a uma das formas de me seguir (blog escrito, orkut, facebook e twitter); e então os updates do meu Twitter.
Ainda do seu lado direito, voce vai encontrar os marcadores das postagens, o meu arquivo e os 5 posts mais lidos da semana.
Embaixo vêm os meus links, os links dos blogs que eu indico. Voce clica na imagem (button) que ela te encaminha para um dos blogs aqui linkados. Logo abaixo estão os meus fiéis seguidores.
Passando o numero de visitas desde o mês de março deste ano está a minha maior novidade neste blog.
Semana que passou eu ganhei um quadro sobre literatura na Radio Unama FM, este quadro vai ao ar (ao vivo) todas as sextas, 16h (hora local de Belém). Como sei que muitos dos que me visitam nao moram na capital paraense eu linkei o servidor para se ouvir a radio pela internet, mas infelizmente o servidor está passando por reformas, entao por enquanto ele só está funcionando em ambiente internet explorer.
Abaixo voce confere o que eu indiquei de livro e de blog nesta semana, basta clicar na imagem que ela vai te levar para um site chamado freetexthost que hospeda textos gratuitamente.
Outra novidade é o "Poderá gostar também" que basicamente é uma indicação meio que aleatória de outras postagens para o leitor.
Então pessoas queridas e amadas que sempre acessam o blog, o que acharam das mudanças?!

Estrelas cadentes


Para 2011 o sentido se esvairia das minhas maos, alcançaria o mundo e o universo com um toque de exatidão. Complexo. Ousado. MEU.
Sonhos me acordarião de madrugada para dizer que sao meus e que se realizaram. Dirão em plenos pulmões que são de verdade e nao mais meros sonhos.
Para 2011, nao precisarei fingir que aviões sao estrelas cadentes, pois as cadentes sao fugazes e se esvaem, o que desejo para mim e o que luto para ter, sao estrelas que não caem.
__
PS1
Respondendo a pergunta de Gustavo sobre o q espero de 2011 e claro, atualizando o cafézinho, faz tempo que nao venho por aqui, mas isto se dá por causa da chuva torrencial que caiu no ultimo sábado; chuva esta que queimou o moden da net na minha casa, impossibilitando a minha conexão com a blogsfera de lá. Estou entrando do trabalho (que a minha chefa nao descubra).
Tenho ouvido muito "airplanes" do B.O.B com Hayley Williams e estou apaixonada por esta música, deixo para vocês o link da letra, so clicar aqui.
___
PS2
Com o problema da net em casa, nao tive tempo de mexer no layout como pretendia, mas nao se preocupe, estou preparando ideias para uma reforma de final de ano e começo de outro.

Seria...


Uma amiga minha, Nane escreveu no seu blog um mem muito legal, que eu achei inteerssante fazer um também. Proponho a todos os visitantes que o façam, vc pode se surpreender com as suas próprias respostas. #fikdik.

Se eu fosse um mês, eu seria: Dezembro
Se eu fosse um dia da semana: Sábado
Se eu fosse uma hora do dia: 3:00h
Se eu fosse um planeta ou astro: Júpiter
Se eu fosse uma direção: +2
Se eu fosse um móvel: Escrivaninha
Se eu fosse um líquido: água
Se eu fosse um pecado: Gula
Se eu fosse uma pedra: Ametista
Se eu fosse uma árvore: Cajueiro
Se eu fosse uma fruta: Kiwi
Se eu fosse uma flor: Margarida
Se eu fosse um clima: Fim de tarde, por do sol, nascer da lua
Se eu fosse um instrumento musical: cello
Se eu fosse um elemento: fogo
Se eu fosse uma cor: laranja
Se eu fosse um bicho: gato
Se eu fosse um som: chuva batendo no vidro do carro
Se eu fosse uma música: Depende do humor, mas diria, Defying Gravity - OST Wicked, November Rain - Guns 'n' Roses e Look at those eyes - Alexz Johnson.
Se eu fosse um estilo musical: Soft Rock
Se eu fosse um sentimento: Alegria
Se eu fosse um livro: Todos os que ja escrevi, mas diria de outros autores "Segredo do anel - legado de Maria Madalena".
Se eu fosse uma comida: Bolo.
Se eu fosse um lugar: Londres, York, Manchester, Cambridge, qlqr lugar na Inglaterra.
Se eu fosse um gosto: Agridoce
Se eu fosse uma palavra: Sonho
Se eu fosse um verbo: Escrever
Se eu fosse um objeto: Caneta
Se eu fosse uma parte do corpo: Pernas
Se eu fosse um órgão: Coração
Se eu fosse uma expressão facial: olhões e um sorrisinho de lado.
Se eu fosse um desenho animado: O fantástico mundo de Bob
Se eu fosse um filme: Qualquer um das princesas, A bela e a fera, Mulan, Encantada, Pequena Sereia...
Se eu fosse um número: 32
Se eu fosse uma estação: Primavera

Uma das musicas mais lindas q eu ja ouvi e vi


Quase igualzinho ao que eu vi ao vivo no dia 27 de julho deste ano.
chorei qndo encontrei esse video...

"Nothing, is just that, for the first time i feel...wicked"

As long as you're mine - Enquanto você for meu/minha
Elphaba:
Beije-me intensamente
Me abrace apertado
Eu preciso de ajuda pra acreditar
Que você está aqui comigo esta noite
Meus mais selvagens sonhos
Não poderiam prever
Que eu me deitaria ao seu lado
Com você me desejando
E só por esse momento
Enquanto você for meu
Eu perdi toda a resistência
E cruzei fronteiras
E se no fim das conta
Acabar muito rápido
Eu farei cada último momento durar
Enquanto você for meu.
Fiyero:
Talvez eu não tenha cérebro
Talvez eu seja um sábio
Mas você me fez ver
Com outros olhos
De algum modo eu caí
No seu encanto
E de algum modo eu sinto
Que é subindo que eu caio.
Juntos:
Cada momento
Enquanto você for meu/minha
Eu acordarei meu corpo
E compensarei pelo tempo perdido
Fiyero:
Digamos que não aja futuro
Para nós como um par
Juntos:
Eu sei,eu posso saber
Eu não me importo
Se só por esse momento
Enquanto você for meu/minha
Venha ser quem você deseja
E veja o quão forte nós brilhamos
Pegaremos emprestado o brilho da lua
Até que tenha acabado
E saiba que eu estarei aqui te abrançando
Enquanto você for meu/minha
Fiyero
(Falando)
O que foi?
Elphaba:
(Falando)
É só que pelo primeira vez,
Eu me sinto... Malvada!

Novo Layout


*Vocês sempre serão o meu "ola" favorito!
Fiquem ligados, pois eu estou preparando algumas modificações para o blog. Espero que gostem e que continuem tomando café comigo
Mais novidades no menu,
Novos links,
Novidades em imagens,
Novidades no formato,
Mais cafés,
Novas possibilidades
Enfim,
repaginada completa!
_
Aguarde!

It won't be soon before 'u put 'ur hands all over Jane


Nao sei explicar o que o Adam Levine faz quando ele canta, só sei dizer que parece que ele vai invadir a nossa intimidade, despertando os desejos mais primários de uma pessoa com a libido a flor da pele.
Para algumas pessoas pode parecer que eu estou fazend muito barulho por nada ao descrever os vocais do vocalista desta banda, mas quero que um de voces, qualquer me diga que quando escutou "makes me wonder" nao teve vontade de dançar sensualmente e/ou fazer um strip tease?!
Mas é muito sério isto, gente. Maroon 5 surgiu de nao sei aonde e logo se tornou uma banda que, para quem conhece e acompanha, não existe parecida. Eles conseguem fazer o soar da bateria bater como o nosso coração, conseguem trazer a tona desejos escondidos e guardados a sete chaves, com letras de sentido dúbio entre algo extremamente inocente e um sexo quase indecente; além da guitarra ser como se estivessem, na verdade nos dedilhando.
Há dois meses a banda lançou o seu novo cd, Hands All Over que traz novamente para os seus fãs de carteirinha toda essa sensação de sexo a flor da pele, mas traz também um som um pouco diferente do "This love" que foi o seu primerio sucesso.
Hands All Over tem a mesma qualidade acustica e criativa que Songs about Jane e It won't be soon before long, mas entra definitivamente num som mais pop. Nao que isto seja negativo, (viu só seus posers de "roqueiro"), na verdade eles conseguiram juntar o melhor dos dois mundos. Os sons da guitarra pesada, virada de bateria alucinantes, mas dando certo espaço (que antes, mesmo timido ja existia) para o teclado e mixers que antes eram apenas usados para transições e pontes.
Nao digo que é a melhor banda de todos os tempos, até porque nao acho que seja, mas definitivamente, para os apreciadores de música vale uma conferida. Esteja preparado, no entanto para ter vontade de coisas que voce nem tem ideia ;D
Downloads
Em Songs About Jane, primeiro cd da banda, voce nota que eles ainda estavam se descobrindo em uma atmosfera de rock e um pop velado. Vale muito a pena conferir e de 2002/2003 ano em que o cd foi lançado, é definitivamente um dos meus preferidos. ênfase nas musicas "Harder to breathe", "This love", "She will be loved", "Must get out" e "Sweetes goodbye", mas honestamente o cd todo merece varias e varias ouvidas.


01.Harder To Breathe

02.This Love
03.Shiver
04.She will be loved
05.Tangled
06.The sun
07.Must get out
08.Sunday morning
09.Secret
10.Through with you
11.Not coming home
12.Sweetes goodbye
____
Em It won't bee soon before long, libido é a palavra de ordem, quando Adam e companhia troca o estilo mais voltado para o rock, flertando com um estilo tecnológico bem parecido com viradas eletrônicas. Este é considerado o melhor cd do Marron e realmente tem músicas dignas de aplausos. Novamente o cd todo deve ser ouvido varias e varias vezes, mas vou dar destaque a algumas faixas; "makes me wonder", "wake up call", "Nothing lasts forever", "Goodnight, goodnight", "kiwi" e "infatuation".

01.If I Never See Your Face Again

02.Makes me Wonder
03.Little of your time
04.Wake up Call
05.Won't go home without you
06.Nothing lasts forever
07.Can't stop
08.Goodnight Goodnight
09.Not falling apart
10.Kiwi
11.Better taht we break
12.Back at your door
13.Infatuation
____
Hands all over, ultimo cd lançada pelos 5, ja foi especificado acima, mas vale eu destacar as musicas que mais me marcaram: "Misery", "Stuter", "Never gonna leave this bed", "hands all over", "how" e "if ain'tt got you".

1. "Misery" (Adam Levine, Jesse Carmichael, Sam Farrar)

2. "Give a Little More"
3. "Stutter"
4. "Don't Know Nothing"
5. "Never Gonna Leave This Bed"
6. "I Can't Lie"
7. "Hands All Over"
8. "How"
9. "Get Back in My Life"
10. "Just a Feeling"
11. "Runaway"
12. "Out of Goodbyes" (featuring Lady Antebellum)
13. "Last Chance"
14. "No Curtain Call" (Rodney "Darkchild" Jerkins, Adam Levine, Jesse Carmichael,
Michael Madden, James Valentine, Sam Farrar)
15.. "Never Gonna Leave This Bed" (Acoustic version)
16. "Misery" (Acoustic version)
17. "If I Ain't Got You" (Live) - homenagem a Alicia Keys
_
Clique no nome do cd para ser direcionado para as páginas de download.

Adoração à malhada

É domingo, cerca de cinco e meia da tarde, Pirassicaba está jogando contra o Brasiliense e nossos homens estão com as unhas (ou o que restaram delas) encravas no braço da poltrona, nós, por outro lado, andamos em círculos ao redor da mesma, clamando por um pouco de atenção e a gota d'água chega quando eles, "educadamente" pedem para sairmos da frente. Aí vem a famosa pergunta do domingo: Como voce prefere ver um monte de homem suado correndo atrás de dessa gorda malhada, quando me tem fabulosa do seu lado?
Triste, mas verdade, quando uma mulher nao curte futebol ou nao entende de mesas redondas, ou mesmo a adoração desajustada por aquela bolinha malhada, acaba perdendo o seu companheiro todo o domingo entre quatro e seis da tarde. Perde também o cinema, porque o Pirassicaba ganhou. Ahn?! Mas ele nem torce para o Brasiliense!
Calma, coleguinha, calma aí! Acredite em mim quando digo que para o seu amado, você é mais importante do que pensa e mais ainda, voce representa para ele algo mais intenso do que pode achar. Sim, sim, qurendo ou nao homens amam ter uma mao macia para segurar quando o Brasiliense quase consegue aquele gol que vai fazer o Corinthias subir de posição. Adoram abraçar um corpo curvilíneo quando o Brasiliense faz o bendito gol. E por mais que eles nao admitam, eles amam as nossas agudas vozes gritando: "vai, vai vai!! nao! volta, passa! Isso foi penaulti! Isso foi falta! Juiz idiota!".
Resumindo: Mulheres para os homens são como aquele chanel nº5 para nós! Por isso que, quando eles chamam o árbitro de "Filho da Puta!" os olhos curiosos deles caem sobre nós para verem se estamos rindo.
Dito isto aprendamos uma coisa, a mulher nunca substituirá a gordinha e os caras suados que falam "a gente" de mais, mas sempre terá seu lugar reservado no sofá e nas arquibancadas. Se voce nunca foi a um jogo, experimente, o maximo que pode acontecer é voce também se apaixonar pela bola.

Mas porque, hein?!

Cheguei ao ponto de sentir como se pudesse fazer muito mais coisas caso tivesse saido deste mundinho rotulado de Amazônia. Falo sério!
Para esclarecimento, moro na região amazônica, mas nao sou índia, nao moro numa oca, nao falo nenhum dialéto quase morto e muito menos tenho uma onça como pet, ou seja qualquer um desses pre-conceitos que sao formulados por uma sociedade brasileira que parece fazer questão de fingir que o norte e o nordeste nao contam em nada e que somos ignorantes e incivilizados.
Nao, tenho orgulho de dizer que sou daqui, tenho a alegria de carregar essa cultura deliciosamente diversificada que é a imensidão amazônica; gosto de saber que existem traços marcantes na nossa região que são só nossos, sem tirar nem por. O que nao significa que é o que eu quero estudar!
Com todo o respeito às pessoas que dedicam a sua vida e a sua trajetória em estudar a Amazônia e com mais respeito ainda para aqueles que podem vir a discordar de mim, mas nao vejo o ponto de estudar algo que nao quero. Algo que nao desperta o meu tesão.
Sabe?! Aquele tesão que consegue te deixar sem fôlego, faz tu te tornares uma espécie de super pessoa capaz de ler textos e masi textos, analisar discursos, apos discursos sem se cansar, simplesmente porque tens paixão por aquilo?! Entao, nao é como me sinto em relação à Amazônia.
-Ah, por que existe muita história ainda nao pesquisada, ainda nao analisada em relação a amazônia e voces podem mudar isso. -Porra, e se eu nao quiser?
-Voces que se interessam pelo meio cientifico, de pesquisa e desenvolvimento na área comunicacional é uma ideia muito válida trabalhar com esses conceitos regionais, pois existem muito poucos estudos sobre. -E daí?!
E daí se tem um monte de gente que "mudou" a história na Amazônia e que ainda nao foram estudados?! Isso nao me desperta o interesse!
Agora vcs devem se perguntar o porque desta revolta aparentemente sem causa. Pode até dizer: "mas se tu nao queres estudar, nao estuda, merda!", só nao é tao simples assim, morando nesta região os nossos mestres na academia, parecem fazer questao de ressaltar o estudo na amazônia e mais ainda, parecem ter prazer em sempre recortar o espaço geográfico ali, ou melhor, aqui. E mais ainda, quando trazemos um tema diferenciado para análise, sofremos repressão por que nao é um tema de "relevância amazônica".
Mais que merda! Nao é porque eu moro aqui que TENHO que estudar isso! Eu tenho os MEUS interesses que nao convergem, necessariamente, com a cultura daqui. Acho que tenho esse direito!
Tenho o direito de achar um absurdo qundo o meu projeto de iniciação científica nao é estimulado, porque eu nao falo de amazônia; tenho direito de ficar puta quando um professor faz o favor de dizer, indiretamente, que o meu tópico para analise de discurso nao vai servir, pois nao foca na região; tenho o direito de fazer do meu jeito e sofrer as "consequencias" sem noção que podem cair sobre mim.
Tenho esses direitos.
E mais do que tudo, tenho o direito de querer responder: "Agora eu nao posso nem escolher o que estudar sem que me achem uma eurocêntrica? Sem que achem que nao tenho amor pela "cultura regional", ora, vá tomar no cu antes que eu me esqueça!". Principalmente quando ouço a porcaria daquele discurso pronto: "Credo, mas porque voce vai fazer um estudo disso, hein?! A gente precisa de estudos voltados à Amazônia, ainda somos tão carentes nessa área..."

Olhos Lacrimosos


Eu nao sou fraca.
Testo, atesto e contesto meus desejos primários
Desejos outrora desajados, mas mudados e readaptados.
Lágrimas burras e sem sentido passaram a cair como de um precipício
Sim, é obvio que fiquei triste, que merda de pergunta é essa?
Continuo tendo aquela impressao alucinógena que preferias estar a qualquer lugar do que aqui,
e novamente, entre as lágrimas burras que eu segurava para nao cairem no momento em que dizia que estava bem, que tudo ficaria bem...
caindo na mesma bobagem de novo, errando de novo,
ao segurar a verdade egoísta,
Queria ter te visto hoje,
passou um turbilhao de coisas na minha cabeça,
"é lógico que é desculpa furada!" a mulher desesperada gritava.
"idiota, vc por acaso fez alguma coisa errada?" a passiva piava.
"deixa de besteira, ele nao quis te ver hj, simples!" a enraivecida dizia.
E a luz, aquela que só chegou depois de alguns minutos em absorção interna concluiu:
nenhuma das alternativas anteriores.
Se o ponto era me deixar mais tranquila, bom, nao funcionou de verdade.
As horas de espera ainda me chateavam, bem como o resto do chocolate e o sorriso que só quando existe a possibilidade de nos vermos, se implanta na minha cara.
Aí, porque existem as necessidades além do nosso querer? porque existem coisas que sabemos estar acima do que gostaríamos de fazer...mas nao podemos, por que do ceu cai chuva, da universidade cai nosso futuro e dele vem o não!
Seu único erro, meu amor, foi primar pela excelência. Nao somos regulares, bem disseste uma vez. Mas o meu erro, meu erro foi mais grave, meu erro foi precisar de ti, quando nao poderias!
Acabei por pedir de mais de alguma coisa que estava sendo boa de mais...(tem algo errado nessa frase!)

Speak out loud

Taylor Swift lançou no ultimo dia 25 o seu novo cd, Speak Now. Fazendo o gênero menina prodígio, com suas letras maravilhindas e adocicadas, conquistou fãs em todos os cantos do mundo, inclusive fãs que não costumavam curtir country (eu sou uma dessas pessoas).

Taylor canta de um jeito suave e é tão fofa como cantora, quanto consegue ser ao criar suas canções. Mais ainda, essa loirinha, no auge de seus 20 aninhos (ela faz aniversário no dia 13/12 - um dia antes de mim *-*) conseguiu muita fama e fortuna, sem nunca esquecer de onde veio e tendo certeza de onde está indo dentro da indústria musical. Também é digna de grande palmas por ter tentado fazer cinema, (apesar de eu achar melhor que ela fique na musica mesmo) e ainda por não ter se acomodado totalmente com seus fãs e seu estilo.

Nesta nova empreitada, Taylor flerta intensamente com um gênero um pouco mais melódico e pop do que nos CDs anteriores (o que eu tenho q ser sincera, não gostei muito). Speak now, no entanto, está longe de ser uma novidade, estando dentro do esperado

(não sei se pode-se dizer que isso é uma ótima coisa), fato é que a queridinha do country encontrou espaço para músicas marcantes, também, nesta tentativa segura de continuar com a carreira em alta.

Speak Now não chega aos pés de Fearless, sendo aqui muito sensata, tenho escutado o cd dela desde do dia 25 direto no carro, e apenas algumas músicas me trouxeram aquela vontade louca de aprender o quanto antes as letras para cantar junto com ela com o vidro baixo do carro em certa velocidade.

Pelo menos fica bem evidente que Taylor amadureceu bastante, tanto como compositora, quanto cantora, o que é excelente. Neste cd ela não fala mais daquele amorzinho bobo da infância e adolescência, que teve medo de se declarar, do namorico que termina em separação por causa da faculdade, não, nesta empreitada, ela demonstra musicas um tanto quanto reflex

ivas e auto-explicativas, de teor pessoal muito mais intenso, o que merece bastante crédito, pois mostra que ela percebe-se como uma artista em crescimento, profissional e pessoal.

Dou um crédito extra pela arte da capa, mal posso esperar para checar o encarte, já que os dois CDs anteriores deixam quem curte fotografia impressionadamente deliciado pela criatividade fotográfica e artística da composição deles.

O primeiro cd da Taylor ela era uma menina, prodígio, heheh, que teve a oportunidade de gravar um cd para uma industria que caçava novos talentos, e que pudesse inserir-se em vários meios; em Fearless ela se torna mais segura e madura, sendo capaz de lotar grandes estádios em concertos intrigantemente fodásticos (sim, é preciso tirar o chapéu para a presença de palco da magrinha). Depois de Fearless ela ficou com a carreira praticamente consolidada com fas de carteirinha que não a abando

nariam por nada no mundo. Em Speak Now a menina que cantava Tim McGrow cresceu e quer mostrar isso.

Deixo para quem quiser baixar e escutar, dando ênfase nas faixas, “mine”, “speak now”, “Dear John”(parceria com Selena Gomez), “The story of us”, “Innocent” e “Haunted”.

1- “Mine”
2- “Sparks Fly”
3- “Back to December”
4- “Speak Now”
5- “Dear John”
6- “Mean”
7- “The Story of Us”
8- “Never Grow Up”
9- “Enchanted”
10- “Better Than Revenge”
11- “Innocent”
12- “Haunted”
13- “Last Kiss”
14- “Long Live

http://www.enterupload.com/hiu7xnay56sx/Tail_www.BaixarMp3.net_.rar.html

Fotografando 2

Nossa, fazia tempos que eu não postava nada que tinha fotografado, tudo bem, desculpem (ou não) por isso, de qualquer maneira este feriado escolar que passou eu tive a oportunidade de dar de presente a uma grande amiga um book fotográfico que ela queria ter feito há muito tempo, mas por questões pessoais e financeiras não o fez. Ela, com 18 anos teve a coragem de aceitar ser fotografada pela amadora aqui, mas foi extremamente divertido (pelo menos para mim fotografar =P) e no final das contas, ela pareceu ter se divertido, também em ter sido fotografada.
Bom, além das fotografias eu também fui responsável pelo cabelo e a maquiagem da modelo, bem como a edição das fotos (por isso perdoem a pessoa leiga em photoshop), mesmo assim com uma modelo linda como a ví nao precisou fazer nada nela, apenas brinquei com luz, sombra e, lógico, enquadrei melhor para que ela ficasse melhor ainda.
Lembrando que este nao chega nem perto de um trabalho profissional, mas sinceramente, devo dizer que deu tanto trabalho quanto um prô.
Como nao quero estragar a expectativa dela de realmente montar um book impresso, colocarei aqui algumas fotografias. Espero que gostem e espero, também, um feedback (críticas e sugestões). Divirtam-se com o meu primeiro trabalho longo com fotografia ^^
_
Fotos: Ana Bolena
Todos os direitos reservados.

Une Luna


Já que gostaram tanto da minha sugestão, a @joycejonathan, trago para vocês outra brilhante cantora francesa, Sheryfa Luna.
Shreyfa Luna (o nome dela é, na verdade, Chérifa Babouche), nasceu em 25 de janeiro de 1989 em Évreux, França e ela é considerada uma cantora de R&B. Ela ganhou um concurso de calouros frances, bem estilo American Idol, mas de nome Popstars em outubro de 2007, tendo como prêmio um contrato e um cd. Ela lançou, entao o Sheryfa Luna, que só na estréia ficou em terceiro lugar (ganhando disco de ouro).
Implacando três singles (Quelque part, Il avant les mots e D'ici et d'ailleurs) no primeiro lugar da parada francesa, Sheryfa é conhecida por uma voz incrivelmente forte que a primeira "ouvida" nao parece combinar muito bem com seu tipo físico, mas que depois de se ouvir com mais afíncuo percebe ser um jeito único e deliciosamente fofo de se fazer música.
Depois ela lançou o Venus que implacou Comme avant (dueto com Mathieu Edward), Je Reviendrai e Si tu n'étais plus là - garantindo a ela um plantinum do album.
Neste ano, em setembro ela lançou o Si tu me vois, com o single Tu me manques (que é a minha favorita, pessoalmente)e atualmente nas paradas está to cando Yemma.
Infelizmente nao consegui encontrar o Sheryfa Luna de 2007 para baixar na net, mas encontrei o Venus e o Si tu me vois.
Espero que curtam.
01.Ce Qu’ils Aiment
02. Comme Une Blessure
03. Dis Lui
04. Grandir Avec Toi
05. Interlude
06. J’ai Le Droit
07. Je Reviendrai
08. J’ecris
09. Ne T’en Va Pas
10. On Progresse Ft Lirisystem
11. Qu’est-Ce Qu’on Attend
12. Respirer Ft Alibi Montana
13. Si Mal
14. Si Tu N’etais Plus Lа
http://smsfiles.ru/f/0806e9de71aa8f1e5159eb9d1e13858f/Sheryfa_Luna_-_Venus.rar.html (cole no navegador que a página para baixar abrirá automaticamente).
_
01 On Ne Vivra
02 Tu Me Manques
03 Crois En Toi
04 Ca Ne Change Rien
05 T'aimer Et Faire Semblant
06 Si Tu Me Vois
07 Feeling
08 Yemma
09 Il Y'a Des Jours
10 Tu Seras Un Homme
11 Parce Que C'est Toi
12 Tout Est Fini
13 Je Ne Suis Qu'une Femme
14 Il Paraεt
http://hotfile.com/dl/67669650/e9b8859/sheryfa_luna_-_si_tu_me_vois_(2010).rar.html
____
Espero que gostem de mais esta sugestão.
Bisos